Opinião: Vasco precisa mudar muito e deixar de ser o time iô-iô do Brasil

O Vasco está de volta à Série A. O time que é quatro vezes campeão nacional estará na elite do futebol brasileiro, mas cabe uma pergunta a jogadores e direção do clube: precisava ser com tanta emoção assim?

A campanha cruzmaltina começou de forma forte, conquistando pontos e vitórias que o mantinham na liderança, onde ficou até a rodada 28. Em dez rodadas, uma queda gritante de produção que quase colocou tudo a perder e amargar mais um ano na Série B, o que certamente seria uma catástrofe para suas finanças e moral.

Claro que agora o momento é de alivio, afinal, o Gigante da Colina regressou, mas mais que isso é hora de uma reformulação tamanho família em São Januário, começando por Eurico Miranda, que se um dia foi padrão de gestão, hoje não o é.

O elenco também precisa de peças novas, soluções novas e de jogadores que entendam que o Vasco precisa manter-se na Série A ao final de 2017. Desde 2013 o cruzmaltino virou um time iô-iô, já que ano sobre e ano cai. A gozação dos rivais até perdeu a graça por conta de tantas quedas e retornos e este precisa ser um retorno definitivo.

Por fim, Jorginho e Zinho precisam de novos ares, pois embora tenham feito de tudo para salvar o clube na Série A de 2015, tiveram um papel preponderante na queda de desempenho neste ano e quase colocaram em seus currículos uma marca extremamente negativa, os de serem os primeiros a manter o Vasco na Série A após a queda no ano anterior.

Comemore vascaíno, o momento é de alívio, mas merece que você beba algumas cervejas e relaxe. O ano de 2017 está aí e novas tensões estão chegando, se o futuro em São Januário não for diferente.