No melhor ano de sua história, Chapecoense encara Palmeiras tentando estragar a festa no Allianz Parque

Chapeconse
Facebook Oficial da Chapecoense

A Chapecoense está fazendo um 2016 espetacular. Campeão catarinense deste ano, a equipe de Chapecó está na final da Copa Sul Americana e terá na tarde deste domingo uma grande missão: tentar estragar a festa do líder do Campeonato Brasileiro Palmeiras, que precisa apenas de um empate para ficar com a taça. Alguém duvida do Verdão do Oeste?

No melhor ano de sua história, a Chapecoense vive uma semana histórica, nas vésperas de sua primeira decisão internacional: a equipe catarinense está na final da Copa Sul Americana, contra o Atlético Nacional, atual campeão da Copa Libertadores da América, e terá nesta tarde de domingo, a possibilidade de pôr água no chopp dos palmeirenses que irão lotar o Allianz Parque, já que será o adversário do Palmeiras, que precisa de um simples empate para ser campeão brasileiro.

LEIA MAIS:
PALMEIRAS X CHAPECOENSE: SAIBA O QUE A IMPRENSA ESTÁ FALANDO SOBRE O JOGO
EM CASO DE TÍTULO DA SUL AMERICANA, CHAPECOENSE PODE GANHAR ATÉ US$ 3,6 MILHÕES

Apesar de ocupar a nona posição na tabela de classificação, e com uma decisão já na próxima quarta na Colômbia, engana-se quem acha que a Chape não quer a vitória nesta tarde, já que a equipe ainda tem chances de terminar o Brasileirão entre os seis primeiros colocados. Se conseguir os três pontos, o Verdão do Oeste ficará apenas um ponto atrás do Botafogo, sexto colocado.

O técnico Caio Junior não confirmou se irá escalar uma equipe reserva para a partida de logo mais, mas o único desfalque certo para o jogo é o zagueiro Thiego, que está suspenso por dois jogos pelo STJD. Mas é muito provável que a equipe que irá a campo será a mesma que garantiu enfrentou o San Lorenzo durante a semana na semifinal da Copa Sul Americana.

PALMEIRAS: Jailson; Jean, Vitor Hugo, Edu Dracena e Zé Roberto; Tchê Tchê, Moisés e Cleiton Xavier (Thiago Santos); Erik, Dudu e Gabriel Jesus
Técnico: Cuca

CHAPECOENSE: Danilo; Caramelo, Filipe Machado, Neto e Dener Assunção; Josimar, Gil e Cleber Santana; Lucas Gomes, Kempes e Ananias
Técnico: Caio Júnior