Neymar posta mensagem enigmática após pedido de prisão: “Venceremos mais uma”

Foto: Reprodução/Instagram

Neymar usou seu perfil no Instagram para postar uma mensagem um tanto quanto enigmática. Nesta semana, Promotores de Justiça da Espanha pediram dois anos de cadeia e uma multa correspondente a R$ 36 milhões para o atacante do Barcelona. O jogador esta sendo acusado de fraude e corrupção na operação de sua transferência do Santos para o clube espanhol.

“Eu sempre soube que levantar teu nome causaria controvérsia, discórdia, inveja, mal olhado e todas as coisas ruins .. porque tu o Senhor é o Deus que me ilumina e me conduz pelo teu caminho .. e sabemos nós que todas as lutas são contra os principados e potestades, mas juntos .. como FAMÍLIA venceremos mais uma e saberemos que virão mais, mas nós estamos preparados … nós temos JESUS!” – postou o jogador.

LEIA MAIS:
Neymar se estranha três vezes com rival e sai vaiado na Liga dos Campeões; assista

PEDIDO DE PRISÃO:

De acordo com os jornais de Madri “Marca” e “AS“, desta quarta-feira (23), a Justiça da Espanha recebeu a acusação formal por parte do grupo DIS contra Neymar, a família do atleta e dirigentes de Santos e Barcelona. O fundo de investimento pede que o camisa 10 da Seleção seja condenado a cinco anos de prisão e fique impossibilitado de jogar futebol durante esse período. 

O grupo DIS alega na justiça que a família Neymar agiu de forma corrupta na transação Santos e Barcelona, crime que estabeleceria cinco anos de prisão. A empresa brasileira detinha 40% dos direitos econômicos do atleta se sentiu lesada ao não tomar conhecimento sobre os reais valores da transação. A venda do atacante do Santos ao Barcelona foi firmada, oficialmente, em 17,1 milhões de euros (cerca de R$60 milhões).

Porém, o clube catalão ainda pagou mais 40 milhões de euros diretamente para a empresa N&N, dos pais de Neymar. Em processo que tramita na Espanha desde o mês passado, a DIS alega que a quantia paga fazia parte do acerto e que, dessa forma, teria direito a receber como detentora dos direitos do atacante.

Na ação, o Barcelona se declarou culpado e aceitou pagar a multa de 5,5 milhões de euros (R$ 19,4 milhões) por erro de planejamento fiscal na contratação. A empresa brasileira ainda solicita uma indenização de 159 e 195 milhões de euros por conta da transferência do jogador para o futebol espanhol em 2013.