Meia brasileiro ganha celular avaliado em até 30 mil reais de príncipe saudita

Aparelho telefônico ilustra a moral do meio-campista Carlos Eduardo na Arábia Saudita. Crédito da foto: reprodução/ Instagram

Não é de agora que o meia Carlos Eduardo é idolatrado na Arábia Saudita, porém neste final de semana ele ganhou mais um pequeno mimo – um celular modelo iPhone de ouro edição limitada avaliado entre 5 e 8 mil dólares. O presente foi dado por um príncipe torcedor do Al Hilal, clube de Carlos.

Leia mais:
Vídeo: goleiro é obrigado a cortar o cabelo em jogo na Arábia Saudita

“Eu não ligo para bens materiais, mas fiquei muito feliz pelo o que representa. Sinto-me muito querido e valorizado”, disse. O brasileiro ainda confidenciou que está pensando em utilizar o aparelho no Oriente Médio. “O país aqui pode até ter problemas, mas a violência não é um deles. Aqui é impossível roubarem alguma coisa”, brincou.

Na atual temporada Carlos tem 4 gols e 4 assistências em 9 jogos. Crédito da foto: Al Hilal FC.
Na atual temporada Carlos tem 4 gols e 4 assistências em 9 jogos. Crédito da foto: Al Hilal FC.

Além do celular dourado, ele já foi premiado com dois relógios por pessoas que nem conhecia. “Foi esses dias, na rua. Um torcedor me parou, tirou o relógio do pulso e implorou para eu ficar. Não foi nem a primeira vez, já tinha acontecido do mesmo jeito depois de uma partida”.

Carlos Eduardo contou também que pensa um pouco antes de sair muito na rua. “Quando vou ao shopping com a família, por exemplo, precisa ser planejado. Teve vezes que eu nem consegui fazer o que tinha para fazer, aglomerou tanta gente que tive que ir embora. Adoro atender os torcedores, mas às vezes é impossível (risos)”, contou.

Sondagem francesa

No meio deste ano Carlos recebeu uma proposta de 8,5 milhões de Euros do Nice e a resposta dos fanáticos sauditas foi rápida – uma chuva de comentários em árabe, inglês e até francês nas redes sociais francesas, pedindo para deixarem o brasileiro no Al Hilal. “O pessoal aqui tem um fanatismo que eu nuca vi na vida, até assusta em alguns momentos, mas sou muito grato por todo esse carinho”, disse.