Max Holloway dispara contra José Aldo: ‘Ele não vai fugir por muito tempo’

Reprodução/Twitter

A situação da categoria dos penas no UFC segue uma incógnita, com seu campeão linear Conor McGregor fora dos octógonos para cuidar do nascimento do filho e o interino José Aldo em litígio com a organização. E outros lutadores querem a chance de lutar pelo cinturão, caso de Max Holloway.

LEIA MAIS

ALAGOANO DAVID VALENTIM CONQUISTA MEDALHA DE OURO NO OPEN DE JIU-JITSU, EM MADRI

RESULTADOS COMPLETOS E GALERIA DE FOTOS DO SEGUNDO WARRIORS FIGHTERS

O lutador do Havaí é o terceiro colocado do ranking dos penas do Ultimate e vem em sequência de nove vitórias dentro da organização. E, em entrevista ao podcast Toe-2-Toe, do ex-lutador e hoje comentarista Brian Stann, disparou contra o brasileiro, o chamado de ‘covarde’ e ‘fujão’.

“Depois que eu lutar contra o Anthony Pettis, minha agenda  vai ser apenas saber se José Aldo tomou a p*** da vacina contra ‘covardite’. Aquele f.d.p. está fugindo de mim, mas falem para ele que ele não pode fugir pro muito tempo. Digam a ele que um havaiano está atrás dele e ele é muito sinistro. Digam para que ele está preparado”, declarou Holloway.

Mas apesar de ‘pedir’ uma luta contra o ex-campeão dos penas, o americano já pensa em outros desafios e acredita que o UFC poderia o deixar enfrentar logo de cara McGregor para lutar pelo cinturão da categoria ao retorno do irlandês.

“Óbvio que eu quero enfrentar o Conor. Tem gente me dizendo que ele não me nocauteou quando lutamos (em 2013) porque ele estava lesionado, mas eu também estava. Vamos ver se isso é verdade. Mas, sendo realista, há um cara com o cinturão interino nesta categoria, mas seria legal se o UFC me deixasse ‘pular’ o José Aldo para poder lutar pelo título de verdade. Como estou sendo realista, estou desafiando a Aldo, já que o Conor não vai lutar por algum tempo”, disse Holloway.

“Vou continuar mostrando ao mundo que eu mereço (lutar pelo cinturão) e que eles não podem me negar isso por mais tempo. Só tenho que manter o foco no que faço bem, que é vencer. E vencer bonito”, afirmou o lutador, que enfrentará o ex-campeão dos leves Anthony Pettis no UFC 206, em dezembro.

(Crédito da foto: Reprodução/Twitter)