Lugano rechaça rótulo de ídolo: “Gostaria ser reconhecido por ser leal ao São Paulo”

Lugano
Rubens Chiri/Divulgação São Paulo

Lugano sempre foi visto pela torcida do São Paulo como símbolo de raça dentro das quatro linhas. Em ambas as passagens, a primeira de 2003 a 2006 e a segunda em 2016, o defensor não deixou de mostrar que a vontade está acima de tudo para ajudar o Tricolor. Para a surpresa da nação são-paulina, em entrevista ao programa Bola da Vez, da ESPN, o atleta rechaçou o rótulo de ídolo e faz questionamentos.

LEIA MAIS
KAKÁ REVELA EM QUAL TIME GOSTARIA DE JOGAR ANTES DE ENCERRAR SUA CARREIRA
SÃO PAULO SONDA ANDRÉ SANTOS PARA RESOLVER PROBLEMA NA LATERAL-ESQUERDA
SÃO PAULO PODE FICAR DE FORA DE TORNEIO INTERNACIONAL DEPOIS DE 14 ANOS

Questionado como é o sentimento de ser o grande ídolo do time, Lugano negou o rótulo destacou que prefere ser lembrado por um atleta legal e dedicado ao São Paulo – já que não existe uma definição exata do “ser ídolo”.

“Olha, nunca gostei dessa palavra ídolo. Acho muito firme e superficial. O que é ser um ídolo? Eu gosto de ser reconhecido pelo torcedor são-paulino como um cara que sempre foi muito leal a quem me foi leal. O São Paulo me fez crescer na vida futebolistica, famíliar e como pessoal. Então, eu sou leal e 100% São Paulo, e sempre fui, independente, de ganhar, perder ou empatar. Gostaria mais, na verdade, de ser lembrado assim: “O Lugano é são-paulino. Ele tem um caráter que a gente gosta”, declarou.

Lugano tem 195 jogos com a camisa do São Paulo e possui 13 gols marcadores.

Assista ao vídeo da entrevista de Lugano ao Bola da Vez:



Jornalista com passagens pelo Portal R7, Jornal do Trem, Impacto Comunicação, Dialoog Comunicação e Comunicale.