Lateral Moisés é punido STJD, mas Bahia prepara efeito suspensivo

Foto: Divulgação/ECBahia

O Bahia pode perder um importante jogador para a reta final da Série B do Campeonato Brasileiro. Denunciado por ofensas à arbitragem no jogo contra o Vila Nova, como descrito em súmula, o lateral-esquerdo tricolor foi julgado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), e foi punido por três partidas.

LEIA MAIS:
Pelé no Sport? Quase! Veja essa e outras curiosidades sobre o futebol nordestino
Conheça o Llanfairpwllgwyngyll F.C., o clube de futebol com o nome mais longo do mundo
CONFIRA COMO FICARAM OS GRUPOS DA COPA DO NORDESTE 2017
Mercado da bola: Time dos Estados Unidos quer tirar Ibrahimovic do Manchester United
Prêmio Torcedores.com terá sua 2ª edição em 2016
Conheça os finalistas do prêmio Torcedores.com de mídia esportiva 2016

Apesar da punição – que já era esperada – imposta pelo STJD, o Bahia já prepara um recurso com pedido de efeito suspensivo para que o jogador possa estar apto a jogar contra o Bragantino, em um importante duelo na Fonte Nova. Com o recurso, o jogador não deve ter problemas para atuar no sábado.

Na súmula, o árbitro paranaense Rodolpho Toski Marques relatou xingmentos do lateral-esquerdo tricolor ao árbitro auxiliar Ivan Carlos Bonh. Confira o que foi relato em súmula:

“Após a expulsão, o referido atleta foi em direção do assistente de nº 01 Ivan Carlos Bonh, empregando linguagem ofensiva, gritando as seguintes palavras: ‘você está de sacanagem, você é um merda, vai tomar no seu c…’. Após essas palavras, o referido atleta saiu do campo de jogo e segundos depois voltou a entrar, vindo novamente em sua direção, gritando novamente de maneira ofensiva: ‘vai tomar no seu c…, seu merda’. O mesmo teve que ser contido pelo preparador de goleiros, Sr. Thiago Costa Mehl, da equipe do Esporte Clube Bahia, que saiu do seu banco de reservas e foi até o jogador e encaminhou-o ao vestiário”, escreveu o árbitro.

Inicialmente, Moisés havia sido denunciado nos artigos 250 inciso I (praticar ato desleal ou hostil) e 243-F (ofender alguém em sua honra). Porém, a defesa tricolor conseguiu desqualificar a denúncia no artigo 243-F, cuja pena seria de até seis jogos, para o artigo 258 (assumir atitude contrária à disciplina ou à moral desportiva). Com isso, foi punido por dois jogos pelo artigo 258 e em um jogo pelo artigo 250.



Baiano, 22 anos, jornalista em formação pela Universidade Jorge Amado (UniJorge). Apaixonado por esportes em geral, de preferência basquete, tênis e futebol, este último com maior fervor. Contato: victorw10@outlook.com