Justiça decreta prisão preventiva de 10 corintianos por ameaça

Corinthians
Crédito de imagem: Reprodução

Na tarde desta quarta, a juíza Ana Helena Mota Lima Valle, decretou a prisão preventiva de 10 corintianos (parte deles são da Gaviões da Fiel) sob acusação de ameaças via Facebook à juíza Marcela Caram.

LEIA MAIS: SAIBA QUEM DISPUTA O PRÊMIO DE MELHOR NARRADOR DE TV POR ASSINATURA

Marcela foi a juíza responsável por condenar 30 corintianos que estavam envolvidos nos confrontos com a polícia durante a partida entre Flamengo e Corinthians, no Maracanã.

Os 10 indiciados foram condenados a prisão temporária no Rio de Janeiro. Policiais da Delegacia de Repressão por Crimes de Informática (DRCI) do Rio prenderam os torcedores em São Paulo. A juíza Ana Helena declarou em seu relatório a prisão dos indivíduos:

“Convém ponderar que os fatos praticados, por si só, são gravíssimos quando praticados contra qualquer nacional. Contudo, em se tratando de uma magistrada no exercício das suas funções, representante de um Poder do Estado, se mostra mais que necessária a garantia da Ordem Pública, que, sem dúvida, restou abalada”.

A juíza acrescentou: “da análise dos autos, constata-se que os denunciados foram todos identificados ante as mensagens encaminhadas e registradas através da rede social Facebook e juntadas ao presente procedimento, havendo no presente momento indícios suficientes da ocorrência dos delitos, bem como da sua autoria”.