Gringos ganham espaço no Inter e se tornam esperança para reta final

Inter
Divulgação - Internacional

De preteridos a possíveis salvadores, Seijas e Nico López voltam a ficar em alta no Inter. Os dois estrangeiros têm sido muito elogiados pelo técnico Lisca e devem começar a partida deste domingo contra o Cruzeiro, às 17h, no Beira-Rio, em jogo onde a vitória é fundamental para o Inter seguir com chances de escapar do seu primeiro rebaixamento na história.

“O Seijas e o Nico já participaram de forma bem positiva. Melhoramos muito no segundo tempo, com chegada. Até com conclusões. Até entrar o Nico, tínhamos pouco. O Seijas é muito maduro, é líder junto com o Alex. A liderança é importante dentro de campo. É importante que os mais experientes estejam juntos, se olhem, com Danilo, Paulão, Ernando para dar o suporte ao William, Geferson, Dourado e até o Vitinho”, frisou Lisca, relembrando a derrota de 1×0 para o Corinthians.

Escondido da imprensa, o Inter trabalhou na quinta e na sexta-feira no resort Vila Ventura, em Viamão, região Metropolitana de Porto Alegre. A comissão técnica entendeu por bem levar os jogadores a uma espécie de “retiro” para se afastar da pressão vivida na capital e no Beira-Rio. O técnico colorado não descarta apresentar mudanças táticas para o duelo contra os mineiros.

Mesmo que Nico López esteja sendo bastante elogiado pelo novo treinador, um outro gringo pode pintar no time titular de domingo contra o Cruzeiro. Desde a manhã deste sábado, a imprensa do Rio Grande do Sul tem acreditado que o argentino centroavante Ariel Nahuelpán possa surgir entre os 11. Sua suposta escalação seria uma comprovação da ideia de Lisca de botar jogadores mais experientes e com a “mente mais arejada” nessa reta final.

Um time do Inter provável para enfrentar os mineiros, ainda que com muitas dúvidas, tem: Danilo Fernandes; William, Paulão, Ernando e Geferson; Anselmo, Rodrigo Dourado, Anderson, Alex (Ariel) e Seijas; Vitinho (Nico López).

No pior cenário possível, o Inter pode ser rebaixado já nessa rodada e apenas cumprir tabela contra o Fluminense no último jogo. Para isso, seria necessário perder para o Cruzeiro e ver o Vitória empatar com o Coritiba, no Paraná, na segunda-feira. No caso de um empate colorado com os mineiros, os baianos rebaixam o Inter se vencerem no Couto Pereira.



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Fã de esportes, sobretudo tênis. Colorado por paixão, jornalista por vocação e tenista por opção.