GP da Alemanha está fora do calendário da Fórmula 1 em 2017

Fórmula 1
Twitter oficial da F1

O diretor executivo da prova, Georg Seiler, confirmou para o jornal alemão AutoBild, que após diversas negociações com Bernie Ecclestone, não foi possível chegar à um acordo onde não houvesse riscos econômicos para a realização do GP da Alemanha. Hockenheim está fora da Fórmula 1 em 2017.

Georg Seiler, diretor executivo do GP da Alemanha, confirmou à revista alemã AutoBild que Hockenheim está fora da temporada 2017 da Fórmula 1, o que chega a ser uma surpresa pelo fato de se tratar de um país que possui diversos fabricantes e principalmente, vários pilotos campeões da categoria e com presença confirmada no grid de largada da temporada do ano que vem.

LEIA MAIS:
GP DE ABU DHABI: SAIBA OS HORÁRIOS E COMO ASSISTIR À CORRIDA AO VIVO NA TV

O motivo da retirada do GP alemão da próxima temporada, que até então estava no calendário como “a confirmar” (situação idêntica ao GP do Brasil), se deu ao fato de que tanto o diretor executivo da prova, Georg Seiler, e Bernie Ecclestone, o homem forte da categoria, não terem conseguido chegar à um acordo onde nção houvesse riscos econômico para realização da corrida:

“Não houve nenhuma oferta que excluísse riscos econômicos, o que foi sempre o nosso pré-requisito. É uma pena, mas nenhuma surpresa, considerando que a data estava sujeita a confirmação e nenhum acordo entre a F1 e Hockenheimring foi estabelecido”, afirmou Georg Seiler à revista alemã.

Agora, o número de provas para a temporada 2017 da Fórmula 1 reduziu para 20, sendo que o GP do Brasil continua sujeito à confirmação. Por conta da saída do GP da Alemanha, é provável que a data do GP da Hungria sofra alteração, por conta do grande intervalo que ficará no calendário entre os GPs da Inglaterra e Bélgica.