Gestão de Paulo Nobre melhora o Palmeiras de forma expressiva; veja números

Paulo Nobre
Reprodução / Site oficial do Palmeiras

Na noite deste sábado, 26, Mauricio Galiotte deverá ser oficializado novo presidente do Palmeiras para o próximo biênio. O novo mandatário irá gerir um clubes em condições extremamente mais favoráveis que seu antecessor, Paulo Nobre, que deixa um novo Verdão para os anos seguintes.

Que o Paulo Nobre melhorou o Palmeiras, isso todo mundo sabe. Mas já pararam para analisar os números comparativos de 2012 para 2016? Arnaldo Tirone, último presidente do clube antes de Nobre, havia pego um clube com problemas financeiros e o entregou ao “Palmeirinha” ainda pior: praticamente à beira da falência.

LEIA MAIS
10 vezes que a imprensa errou contra o Palmeiras
Palmeirenses de Curitiba colocam “P” de Palmeiras em semáforos

Como já é sabido, Paulo Nobre – grande trader do mercado financeiro – tirou dinheiro do próprio bolso para arrumar a casa alviverde. Além disso, principalmente após o Centenário de 2014, conseguiu patrocínio importante com a Crefisa, aumentou a arrecadação em dias de jogos com uma média de público maior com o Allianz Parque, colocou o Avanti para funcionar e, consequentemente, elevou o valor de mercado do elenco.

A revista Veja SP trouxe esta semana alguns números que mostram essa mudança financeira na gestão do Palmeiras. Mauricio Galiotte com certeza vai pegar um clube em ascensão e tem tudo para fazer o Verdão decolar ainda mais nos próximos anos. Confira!

ARRECADAÇÃO

2012: R$ 241,1 milhões de reais
2016: R$ 430,1 milhões de reais

VALOR DE MERCADO DO ELENCO

2012: R$ 50,3 milhões de reais
2016: R$ 78,1 milhões de reais

NÚMERO DE SÓCIOS DO PROGRAMA AVANTI!

2012: 8.000
2016: 126.728

PATROCÍNIOS NA CAMISA

2012: R$ 38 milhões de reais
2016: R$ 66 milhões de reais

MÉDIA DE PÚBLICO

2012: 12.740 pagantes
2016: 28.640 pagantes

ARRECADAÇÃO COM BILHETERIA

2012: R$ 13,8 milhões de reais
2016: R$ 55,4 milhões de reais

Foto: Reprodução / Site oficial do Palmeiras