Diretoria do Fluminense quer acerto com Nike antes de eleição

Fluminense
Crédito da foto: Reprodução Facebook oficial do Fluminense

O Fluminense ainda busca o fim do contrato de fornecimento de material esportivo com a Dryworld, empresa que assinou com o clube no começo do ano mas que vem enfrentando uma série de críticas. E uma das candidatas a entrar em seu lugar na camisa do Tricolor é uma velha conhecida do público brasileiro, a Nike.

LEIA MAIS

PRÊMIO TORCEDORES.COM TERÁ A SUA 2ª EDIÇÃO EM 2016 – E COM NOVIDADES!

De acordo com o Globoesporte.com, os dois lados já iniciaram as conversas para que a marca americana seja a substituta da atual fornecedora do Flu, apesar da negativa da Nike em confirmar que está negociando com o time das Laranjeiras.

A intenção é de que o negócio seja firmado até antes das eleições no clube, marcadas para o dia 26, o que motivou alguns protestos da oposição ao candidato Pedro Abad, apoiado pelo atual presidente do clube, Peter Siemsen no pleito, de uso da máquina do clube para ajudar Abad a se eleger.

Pedro Antônio Ribeiro e Silva, vice-presidente de projetos especiais do clube, foi quem revelou inicialmente a imprensa sobre a negociação envolvendo Fluminense e Nike, sendo posteriormente confirmadas por Siemsen. A empresa americana também estaria na pauta de Mário Bittencourt, um dos candidatos da oposição à presidência do Flu.

Com problemas em relação a distribuição dos uniformes e atrasos no recebimento das cotas, a recisão do clube com a Dryworld vem sendo negociada nas últimas semanas e, com o fechamento do acordo, a Nike, além de outras empresas, devem brigar pela camisa do Tricolor.

(Crédito da foto: Reprodução\ Facebook oficial do Fluminense)