Flamengo está invicto com árbitro escolhido para jogo contra América-MG

Cesar Greco / Divulgação

O paulista Raphael Claus será o encarregado de apitar o jogo entre América-MG e Flamengo, nesta quarta-feira, às 21h45 (horário de Brasília), no Mineirão, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. Para os cariocas, ter o juiz em suas partidas na competição é bom negócio, pelo menos no que diz respeito ao retrospecto.

ESPECIAL:
Prêmio Torcedores.com terá sua segunda edição em 2016 – e COM NOVIDADES!
Conheça os finalistas do Prêmio Torcedores.com de Mídia Esportiva 2016

O time rubro-negro teve dois jogos chefiados por Claus, juiz Fifa, e em ambos saiu-se vencedor – 1 a 0 contra o Cruzeiro no mesmo Mineirão, ainda pelo primeiro turno, e 2 a 1 contra o Grêmio em Brasília, mais recentemente.

Vale lembrar que o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, reclamou em várias entrevistas da quantidade de erros cometidos pela arbitragem contra o time nesse Brasileirão.

Em repúdio a declarações de Paulo Nobre, mandatário do Palmeiras, que chegou até a convocar entrevista coletiva para criticar suposta pressão dos cariocas, Bandeira citou vários jogos em que o Flamengo foi prejudicado por erros, como o próprio jogo entre os clubes no Allianz Parque, quando o goiano Andre Luis de Freitas Castro expulsou o volante Márcio Araújo ainda no primeiro tempo de jogo.

O presidente rubro-negro também relembrou outros lances de erros da arbitragem contra o Flamengo ao longo fo Brasileirão: “Não gostaria que tivéssemos sido prejudicados no último minuto contra o Santos, com um pênalti clamoroso não assinalado para nós. No jogo contra o Corinthians, que tivemos um jogador massacrado no primeiro tempo e ele (Ederson) ainda nem se recuperou”, cutucou Bandeira.

Faltando quatro rodadas para o término do Brasileirão, o Flamengo está em terceiro lugar com 63 pontos, sete de distância para o líder Palmeiras. A vitória contra o América-MG, logo mais, é encarada como obrigação pelo time comandado por Zé Ricardo.



Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.