Flamengo empata no Maracanã e deixa Palmeiras mais perto do título

Flamengo
Foto: Gilvan de Souza/Flamengo

Na noite deste domingo, o Flamengo recebeu a visita do Coritiba, precisando da vitória para seguir sonhando com o título brasileiro e para firmar seu posto no G-3. No entanto, o Rubro-negro foi surpreendido e apenas empatou em 2×2.

Com o empate, o Flamengo dá adeus ao sonho de ser campeão brasileiro em 2016, deixando o Palmeiras ainda mais perto do troféu. O Rubro-negro soma 67 pontos e não tem mais condições de alcançar o Verdão, que venceu e subiu para 74.

O JOGO

O primeiro tempo foi marcado por muita movimentação ofensiva, por parte de ambos os lados, o que resultou em três gols nos primeiros 45 minutos, com o Mengão levando a melhor.

Precisando vencer e jogando com o apoio da nação flamenguista, que voltou a encher o Maracanã, o Flamengo abriu o placar logo aos dois minutos, com gol do meia Gabriel, aproveitando um cruzamento de Everton.

Após o início acelerado, o Rubro-negro quase marcou aos quatro minutos. Em seguida, foi a vez do Coritiba criar suas primeiras chances de gol, o que aconteceu com Kleber, aos 19 minutos, mas a finalização foi defendida por Muralha. O mesmo se repetiu aos 26, mas desta vez em cabeçada de Nery.

Mas, aos 28 minutos, o Rubro-negro voltou a balançar as redes. Após mais um cruzamento de Everton, foi a vez de Diego chutar com categoria e ampliar.

No final da primeira etapa, o volante Amaral – emprestado pelo Palmeiras ao Coritiba – diminuiu para o Coxa, aproveitando um rebote dentro da área e chutando para as redes.

No segundo tempo, a partida seguiu em ritmo acelerado, com as duas equipes buscando o gol. Guerrero, aos 12 minutos, perdeu uma clara oportunidade de ampliar o marcador. Aos 17, o peruano cabeceou na trave.

Em seguida, o Coritiba chegou com perigo em duas oportunidades. No primeiro lance, aos 18 minutos, Muralha salvou o Flamengo em dois lances, após falha de Márcio Araújo. Aos 20, Kleber finalizou por cima.

Até o final da partida, o jogo seguiu com chances perdidas pelo Fla, mas com os atacantes flamenguistas errando o alvo em todas as vezes. Já o Coritiba seguia buscando o empate a todo custo, o que aconteceu aos 42 minutos. O Gladiador se antecipou a Rafael Vaz e chutou sem chances para Muralha.



Baiano, 22 anos, jornalista em formação pela Universidade Jorge Amado (UniJorge). Apaixonado por esportes em geral, de preferência basquete, tênis e futebol, este último com maior fervor. Contato: victorw10@outlook.com