E se tiver pênaltis? Veja quem pode ser decisivo na final da Copa do Brasil

Atlético-MG x Grêmio
Foto: Lucas Uebel/Grêmio/FBPA

Atlético-MG x Grêmio começam a decidir nesta quarta-feira, às 21h45 (horário de Brasília), no Mineirão, o título da Copa do Brasil 2016. A expectativa é de um confronto bem equilibrado. É difícil até apontar um favorito. Há boas chances de o campeão ser conhecido após a disputa por pênaltis na quarta-feira seguinte, na Arena. Isso acontecerá se houver empate no saldo de gols. O critério de gol marcado fora de casa não vale na decisão.

LEIA MAIS:
Veja as chances de Libertadores do Grêmio após a 36ª rodada do Brasileirão
Galvão Bueno narra Atlético-MG x Grêmio na Globo 

E se tiver penalidades? Veja abaixo quem pode ser decisivo na final:

O Atlético-MG ainda não bateu nenhum pênalti na Copa do Brasil. Contudo, no Brasileirão, teve cinco pênaltis a favor com 100% de aproveitamento na execução. O atacante Robinho balançou as redes quatro vezes. O equatoriano Cazares também deixou a sua marca.

Outros prováveis batedores de pênaltis são o lateral-esquerdo Fábio Santos e os atacantes Fred e Lucas Pratto. O trio tem qualidade na bola parada.

O Grêmio teve oito cobranças de pênalti na Copa do Brasil – todas contra o Atlético-PR nas oitavas de final. Os laterais Edilson e Marcelo Oliveira, o volante Maicon e o atacante Guilherme deixaram as suas marcas. O zagueiro Kannemann, o volante Walace, o meia Douglas e o atacante Luan desperdiçaram suas cobranças. Para sorte gremista, o goleiro Marcelo Grohe defendeu três cobranças e ajudou a colocar o time nas quartas de final.

No Brasileirão, o Grêmio teve apenas um pênalti a favor. Luan converteu a cobrança na vitória sobre o Coritiba (2 a 0), na Arena, logo no início do primeiro turno.

Luan, Douglas, Marcelo Oliveira, Edilson e Maicon aparecem como os favoritos a cobrarem pênaltis numa possível decisão.

 



Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)