Destino? Com Ceni e Sidão, Dênis voltaria a ser banco de Rogério em 2017

Foto: Rubens Chiri/ SPFC

É oficial. Rogério Ceni, o maior ídolo da história do São Paulo comandará o elenco tricolor a partir de 2017.
LEIA MAIS:
ENQUETE: O SÃO PAULO ACERTOU EM CONTRATAR ROGÉRIO CENI?

Ceni assinou contrato até 2019, sendo ele de produtividade, com possibilidade de aumento salarial caso atinja as metas estabelecidas pela diretoria. É o primeiro clube do goleiro pentacampeão do mundo como técnico. Há quem dizia que por seu espírito de liderança e tempo de clube, Rogério já mandava no elenco e influenciava nas decisões dos técnicos, ainda quando jogador.

Após Osório, Edgardo Bauza, Ricardo Gomes, Milton Cruz, Doriva… dessa vez o torcedor sente que a coisa pode engrenar. Inclusive, antes mesmo de firmar a caneta no papel, Rogério indicou o goleiro Sidão, do Botafogo, que deve acertar com o São Paulo nos próximos dias.

Em consequência disso, Dênis deve procurar um novo clube, ou voltar a ser goleiro reserva, e, novamente, por culpa de Ceni. Pois é, torcedor, o mundo do futebol é realmente uma caixinha de surpresas. O atual guarda redes do Morumbi não tem confiança da torcida, sendo alvo constante de piadas.

Apesar do acerto, o novo técnico só deve ser apresentado de maneira oficial dia 5 de dezembro, após o final do campeonato Brasileiro. Até lá, Pintado comandará a equipe.



Estudante de Jornalismo na FIAM/FAAM - 20 anos