Desculpem os transtornos, mas precisamos falar da seleção brasileira!

Brasil está escalado por Tite para partida contra Equador; veja o time
Crédito da foto: Lucas Figueiredo/CBF

Muitos devem se perguntar, o que seria do Brasil se Dunga ainda estivesse no comando. Na minha, opinião estaríamos na mesma situação que a Argentina se encontra, desesperado, sem padrão nenhum de jogo, pragmático e dependente de um craque (Neymar). Hoje não só temos um craque como temos um time e um ótimo time.

É inegável a diferença entre o time de Dunga e o time do Adenor, não só nas peças que são quase as mesmas, mas no comportamento dentro de campo. A equipe de Tite é mais segura de si e de sua real qualidade. Diferentemente da equipe de Dunga, desesperada, sem equilíbrio, sem alma, fato é que o Brasil era a cara do seu treinador. Neymar é o real reflexo dessa mudança que só fez bem a ele, que passou a jogar mais para o time e menos para si próprio.

Tite mostrou a sua diferença quando apostou em Gabriel Jesus e não no Gabigol, nada contra o Gabigol que tem tudo pra se tornar um grande jogador, mas Jesus é mais completo e tem realmente o faro de gol, e mostrou isso em sua estreia marcando dois gol e sofrendo o pênalti do segundo gol. Outra mudança que deu certo foi a entrada de Coutinho no lugar de Willian, que mudou a forma da seleção jogar tornando-a mais rápida e com uma profundidade que o Willian não tem e, é mais um jogador pra chamar a responsabilidade ao lado de Neymar. É claro e nítido que hoje os jogadores da seleção jogam nas suas reais posições, e os homens de frente tem a liberdade de partir pra cima do adversário sem medo. Todos marcam e todos atacam, e diferente de outras seleções brasileiras essa gosta de ter a bola, gosta de triangulações e gosta também de marcação alta. Já na parte defensiva temos uma solides que não víamos a tempos, Alison seguro, Dani Alves monstro, Marquinhos senhor da situação, Miranda o xerife sem violência e Marcelo fenômeno, sem contar Casemiro, Paulinho e por que não Fernandinho que dão equilibro ao meio campo.

Mas hoje não podemos falar de seleção brasileira se não citarmos Renato Augusto, eu e muitos criticavam Dunga pela sua convocação já que Renato atua no milionário futebol chinês. É eu estava errado, é inegável sua qualidade técnica, mas o que ele está jogando pela seleção é coisa de maluco, controlando o meio campo ora de segundo homem do meio campo, ora criando o jogo pelo meio, fato é Renato é fantástico e dono do meio campo Tite sabe de sua qualidade e confia no seu camisa 8.

Sobre o hexa? Ele ainda não é realidade, mas está bem próximo.