Danilo Fernandes evita goleada, desabafa e ganha elogios nas redes sociais

Danilo Fernandes
Reprodução/Vídeo

Mais uma vez, o goleiro Danilo Fernandes foi um dos personagens do Inter no Brasileirão. Ele não evitou a derrota por 1×0 para o Corinthians, nesta segunda-feira, em São Paulo, mas o insucesso certamente seria maior se não fossem suas defesas. No fim do jogo, o arqueiro até tentou ir para área tentar o empate de cabeça, mas a vitória ficou mesmo com os paulistas e ampliou o calvário colorado.

LEIA MAIS:

Reservas do Grêmio brilham na Arena e torcida manda recado para o Inter

Messi? Cristiano Ronaldo? Conheça o jogador mais rico do mundo

A nova derrota transformou o Inter em um virtual rebaixado, com chances de queda que ultrapassam 90%. Ciente da delicada situação do clube, o goleiro Danilo Fernandes desabafou após o jogo em entrevista ao SporTV.

“É difícil falar. Perder aqui é normal. A gente está nessa situação porque não ganha em casa. Fico feliz pela atuação, venho trabalhando forte. Mas individualmente a gente não consegue nada. Precisamos de todo mundo. A gente tem de dar mais. Não consigo explicar o que está acontecendo. Tem de ser mais homem, querer mais. Tem horas que parece time de juvenil”, disse Danilo.

Danilo, aliás, foi um dos poucos jogadores do Inter que não fez reclamações ao árbitro da partida, o paranaense Rodolpho Toski Marques. No meio do segundo tempo, ele apitou um pênalti bastante duvidoso de Ernando em Romero, o que fez com que o presidente colorado Vitorio Piffero viesse a público dizer que o Inter foi “garfeado”.

O Inter, de Danilo Fernandes, já não depende mais de si para se livrar do rebaixamento. Em 17° com 39 pontos, precisará torcer para que o Vitória tropece nos seus confrontos contra Coritiba fora e Palmeiras, em casa. O colorado é obrigado a somar mais pontos que os baianos nos duelos contra Cruzeiro, em casa, e Fluminense, fora.

Veja o desabafo de Danilo:

Nas redes sociais, o goleiro foi bastante elogiado por sua postura:

 



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Fã de esportes, sobretudo tênis. Colorado por paixão, jornalista por vocação e tenista por opção.