Cuca ‘desconversa’ sobre renovação com o Palmeiras e pede concentração na reta final do Brasileirão

cuca
Crédito da foto: Divulgação/ Cesar Greco/ Ag. Palmeiras

Na tarde deste domingo, 20, o Palmeiras venceu o Botafogo pelo placar de 1×0, com gol marcado pelo camisa 7 Dudu e ficou ainda mais próximo de se sagrar campeão brasileiro de 2016. Com 74 pontos na tabela, a equipe do técnico Cuca, a dois jogos do final do BR16, tem seis a mais que o vice-líder, o Santos e garante a primeira colocação com um empate na 37ª rodada.

LEIA MAIS:

EX-JOGADORES DO PALMEIRAS MARCAM E TIRAM O FLAMENGO DA LUTA PELO TÍTULO

NOBRE COMEMORA ‘DEVER CUMPRIDO’ E RESSALTA EMOÇÃO DE TORCER PARA O PALMEIRAS

Na próxima partida, contra a Chapecoense, o atacante Gabriel Jesus, já negociado com o Manchester City, vai fazer a sua despedida da torcida no Allianz Parque. Já Cuca, perguntado pelos repórteres se também fará sua despedida da torcida no domingo que vem, preferiu não falar em negociações de renovação e frisou a importância de manter o foco na reta final do Brasileirão.

“Vamos guardar todas as nossas energias para ser campeão e isso é o mais importante. Podia hoje aqui dar folga e dizer ‘pessoal, vem quarta-feira’… É amanhã, um pequeno descanso e terça trabalhar. Se precisar concentrar de volta (em Atibaia), nós vamos concentrar, porque é um esforço que valem 22 anos. Então a gente tem que fazer isso e não perder a concentração de jeito nenhum.”

Com 74 pontos na tabela, o Palmeiras ainda precisa de um empate na penúltima rodada para assegurar a conquista do título nacional. De acordo com Cuca, que ressaltou o equilíbrio entre todos os times que disputam o campeonato brasileiro, terminar a competição na primeira posição é algo nada fácil.

“Como é difícil ser campeão, meu Deus do céu. Tu vais, ganha e os ‘caras’ estão ali no teu pé. Então a gente tem que ter essa concentração final.”

Após enfrentar a Chapecoense no Allianz Parque, o Palmeiras vai até Salvador para jogar com o Vitória, pela última rodada da competição.



Estudante do 8º semestre de jornalismo e amante dos esportes, principalmente o bom e velho futebol. Setorista de Atlético-MG e Futebol Feminino.