Barca celeste: veja os jogadores que não ficarão no Cruzeiro em 2017

Divulgação /Juliana Flister / Light Press /Site oficial do Cruzeiro

Depois do empate contra o Santos, o Cruzeiro já não tem chances de ser rebaixado e muito menos vislumbra um lugar no G6 do Campeonato Brasileiro. Com isso, a cúpula celeste começa a traçar as novas estratégias para a próxima temporada, começando com os jogadores que não ficarão no elenco em 2017.

LEIA MAIS:

Desde 2012, Caixa aumentou a verba de patrocínios a clubes em R$ 87 milhões

Após lesão, meia inicia a preparação física no Cruzeiro antes do previsto

O primeiro a sair foi o volante Denílson, pouco aproveitado pelo técnico Mano Menezes. O volante, que estava emprestado até o final do ano pelo Al Wahda, dos Emirados Árabes, acertou sua saída com o time celeste e foi o primeiro a fazer parte da barca. O atleta fez apenas cinco jogos pela Raposa.

Já no decorrer das próximas semanas, o lateral-direito Lucas, emprestado pelo Palmeiras, deve retornar ao clube de origem. O jogador nunca foi unanimidade entre a torcida cruzeirense. Várias vezes criticado, o atleta teve muitas chances com o técnico português Paulo Bento. Contudo, com a chegada de Mano Menezes, Lucas foi perdendo espaço progressivamente. Tanto não agradou, que atualmente, o volante Lucas Romero é quem está jogando improvisado na posição.

A barca celeste inclui ainda os nomes do volante Federico Gino, que pouco mostrou nesta temporada, assim como o do meia Bruno Nazário, que foi utilizado em pouquíssimas ocasiões e também não conseguiu mostrar a que veio.
Nazário tem contrato de empréstimo com o Cruzeiro até a próxima temporada, especificamente até junho de 2017. Contudo, o clube deve reemprestar o atleta que tem seus direitos federativos ligados ao modesto Hoffenheim, da Alemanha.

Assim como Nazário, Gino tem vínculo com a Raposa até 2017, porém com a grande concorrência no setor, é certo que o jogador não ficará no clube. Inclusive, a última vez que o jogador entrou em campo foi diante do Vitória, ainda pela terceira rodada da Copa do Brasil.

Outro que não deve ficar no Cruzeiro na próxima temporada é o zagueiro bicampeão brasileiro, Bruno Rodrigo. A diretoria não deve renovar o contrato com o defensor de 34 anos que termina em dezembro, pois no momento prefere a permanência de Léo. Bruno Rodrigo, inclusive, deve ser homenageado pela equipe celeste, devido a ser o terceiro zagueiro que mais marcou com a camisa cinco estrelas: são 17 gols em 166 partidas.

Por outro lado, Dedé terá seu vínculo renovado por mais duas temporadas. O contrato do camisa 26 também termina em dezembro e o jogador já poderia assinar um pré-contrato com outra equipe caso desejasse. Porém, por ter um sentimento de gratidão com o Cruzeiro devido a paciência e suporte nas seguidas lesões, o defensor prefere continuar em Belo Horizonte.

Já os jogadores que estão na mira, atualmente a única novidade é a chegada do zagueiro equatoriano, Luis Caicedo. Apesar da diretoria do Cruzeiro não ter se pronunciado oficialmente sobre o caso, o nome do defensor que atualmente atua pelo Independiente Del Valle já é dado como certo pela imprensa equatoriana, que ainda divulgou que o vínculo seria de cinco anos.



Foi editor do semanário BolanoBarbante, apaixonado por esportes, entusiasta das corridas de rua e dos jogos de tênis.