Coritiba vence no sufoco e rebaixa o Santa Cruz

Guilherme Artigas/ESTADAO

O Santa Cruz não conseguiu evitar o rebaixamento que já estava previsto há algumas rodadas atrás. Jogando no Couto Pereira, o Tricolor pernambucano foi derrotado pelo Coritiba pelo placar de 1 a 0, com gol de Leandro.. Melhor em boa parte do jogo, os Corais abusaram de perder gols, não só nessa partida, mas o erro se perdurou pelo Campeonato inteiro.

FLAMENGO VENCE AMÉRICA-MG E DORME NA SEGUNDA POSIÇÃO NO BRASILEIRÃO

Com 45 pontos, o Coritiba praticamente se livra do risco de queda para à Série B. O Santa Cruz está matematicamente rebaixado. As duas equipes voltam a campo no próximo domingo. O Coxa visita o Flamengo no Maracanã, ás 19h30. O Santinha recebe o Atlético MG no mesmo horário, no estádio do Arruda.

Início de jogo começou bem equilibrado. O Santa Cruz esteve bem postado na defesa e explorava os contra-ataques. O Coritiba tinha mais a posse de bola e criava mais chances, sem acertar a pontaria. Com três minutos, Juan colocou Leandro em ótima posição, nas costas da zaga do Santa. O atacante deu um tapa de primeira. mas pegou errado e jogou longe. O Tricolor assustou mais quando Jadson roubou a bola de Juan e tocou para Grafite, que finalizou e Wilson fez a defesa.

Apesar de ter aparecido pouco no campo de ataque, o Santa Cruz levava bastante perigo. Léo Moura lançou Keno, que invadiu a área e cruzou voltando para o próprio Léo Moura finalizar. O chute saiu fraco e Juninho afastar o perigo. Depois foi a vez de Grafite invadir a área e cruzar para João Paulo. O meia tricolor chutou por cima do gol, perdendo uma boa chance.

Apesar de o domínio de bola ser amplo, o Coxa não ofereceu perigo real ao gol de Tiago Cardoso. Com 43 minutos, Leandro chutou e o arqueiro coral defendeu. No lance seguinte, Juninho aproveitou o cruzamento e de cabeça mandou para fora.

Para a segunda etapa, o Coxa voltou com Yago no lugar de Raphael Veiga. O time alviverde voltou querendo mostrar ofensividade. Aos dois minutos, Leandro invadiu a área e soltou a bomba para defesa de Tiago Cardoso. Aos 18 minutos, Keno fez a jogada e cruzou para Grafite, que de perna direita, carimbou o travessão.

O Santa Cruz abusou de perder gols. Jadson conseguiu perder um gol feito de cara com Wilson. NAs poucas vezes que foi ao ataque, o Coxa foi mortal. Kléber fez boa jogada e encontrou Leandro . O atacante recebeu na medida e só teve o trabalho de marcar e comemorar o gol do alívio do Coritiba e da agonia coral.

Campanhas na Série A (na era com acesso/descenso)

1988 – 22º lugar entre 24 clubes (rebaixado)

1993 – 23º lugar entre 32 clubes (rebaixado)

2000 – 29º lugar entre 29 clubes*

2001 – 25º lugar entre 28 clubes (rebaixado)

2006 – 20º lugar entre 20 clubes (rebaixado)

2016 – 19º lugar entre 20 clubes (rebaixado, em andamento)

*A Copa João Havelange foi a única edição sem rebaixamento no período

Desempenho coral na elite (1988-2016)*

161 jogos

34 vitórias

35 vitórias

92 derrotas

166 gols marcados

282 gols sofridos

-116, o saldo

* Até a 35ª rodada de 2016

Ficha do jogo

Coritiba

Wilson; César Benítez, Walisson Maia, Juninho e Carlinhos (Dodô); Amaral, Juan (Yan) e Raphael Veiga (Iago); Leandro, Kazim e Kleber. Técnico: Paulo César Carpegiani.

Santa Cruz

Tiago Cardoso; Vitor (Arthur), Danny Morais, Luan Peres e Roberto; Derley (Bruno Moraes), Jadson (Pisano), João Paulo, Léo Moura; Keno e Grafite. Técnico: Adriano Teixeira (interino).

Estádio: Couto Pereira (Curitiba-PR). Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS). Assistentes: Nadine Schramm Câmara Bastos (Fifa-RS) e Leirson Peng Martins (RS). Cartões amarelos: Raphael Veiga, Juninho, Carlinhos e Dodô (Coritiba); Derley e Danny Morais (Santa Cruz). Gol: Leandro (29’ do 1T, Coritiba). Público: 8.564. Renda: R$ 116.280,00