Contra o Cruzeiro, Lisca indica retorno de “líderes” ao time titular do Inter

Inter
Inter/Divulgação

Em busca de uma vitória para seguir com chances de permanecer na Série A, o Inter promete não se descuidar de nenhum detalhe para bater o Cruzeiro, no próximo domingo, no Beira-Rio, e seguir vivo no Brasileirão. Nesta sexta-feira, o técnico colorado Lisco admitiu que o momento requer “lideranças” em campo e abriu a possibilidade de Alex e Seijas atuarem juntos desde o início.

LEIA MAIS:

Inter descarta desmanche no elenco mesmo se cair para a Série B

Vitinho e Rodrigo Dourado, com problemas musculares, são dúvidas para o jogo do final de semana. Lisca elogiou a participação de Nico López e Seijas no jogo contra o Corinthians, na última segunda-feira, na vitória dos paulistas por 1×0. Para a comandante, a “liderança” nesse momento é fundamental.

“O Seijas e o Nico já participaram de forma bem positiva. Melhoramos muito no segundo tempo, com chegada. Até com conclusões. Até entrar o Nico, tínhamos pouco. O Seijas é muito maduro, é líder junto com o Alex. A liderança é importante dentro de campo. É importante que os mais experientes estejam juntos, se olhem, com Danilo, Paulão, Ernando para dar o suporte ao William, Geferson, Dourado e até o Vitinho”, frisou Lisca.

Desta forma, um provável Inter para pegar o Cruzeiro, no domingo, tem: Danilo Fernandes; William, Paulão, Ernando e Geferson; Anselmo, Fabinho (Rodrigo Dourado), Seijas, Anderson e Alex; Nico López (Vitinho).

O Inter seguirá trabalhando durante a tarde desta sexta-feira no Vila Ventura, um resort localizado em Viamão tido como um retiro para os colorados nos dois últimos dias. A decisão de ir para lá foi tomada após os incidentes do treinamento dos reservas na última segunda-feira, quando até um homem armado surgiu nas cercanias do CT Parque Gigante. Mais tarde, o cidadão foi identificado como um policial fora de serviço.

No pior cenário possível, o Inter pode ser rebaixado já nessa rodada e apenas cumprir tabela contra o Fluminense no último jogo. Para isso, seria necessário perder para o Cruzeiro e ver o Vitória empatar com o Coritiba, no Paraná, na segunda-feira. No caso de um empate colorado com os mineiros, os baianos rebaixam o Inter se vencerem no Couto Pereira.

 



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Fã de esportes, sobretudo tênis. Colorado por paixão, jornalista por vocação e tenista por opção.