Comentarista da Globo critica demissão de Marcelo Oliveira: “Desrespeito”

Caio Ribeiro ganhou a Copinha pelo São Paulo em 1993
Crédito da foto: Reprodução/TV Globo

Marcelo Oliveira foi demitido do cargo de treinador do Atlético-MG, nesta quinta-feira (24), após a derrota para o Grêmio, por 3 a 1, no primeiro jogo da final da Copa do Brasil, na noite da última quarta no Mineirão. O comentarista da TV Globo, Caio Ribeiro, falou sobre a demissão do treinador do Galo em um programa no canal por assinatura, SporTV. Caio Ribeiro fez questão de elogiar Marcelo Oliveira e criticar a diretoria do Galo.

“A decisão da diretoria, eles vão dizer que precisavam mexer com o vestiário, precisava dar um gás… é jogar para a arquibancada. Porque não vai mudar nada de um jogo de uma quarta-feira para outra quarta-feira. Aí eu acho que é um desrespeito ao Marcelo. Porque você tem que terminar a temporada. Começa do zero, faz um novo planejamento e aí sim demite o Marcelo. Não dá para colocar tudo na culpa do Marcelo, porque ele ganhou dois Brasileiros, chegou a cinco finais de Copa do Brasil em seis anos, e ele não teria feito isso se não tivesse qualidade. Ele tem muita qualidade”, declarou sobre Marcelo Oliveira.

Leia mais:

MARCELO SE DIZ SURPRESO COM DEMISSÃO E CLASSIFICA ELENCO COMO “DESEQUILIBRADO”
SAIBA QUEM SÃO OS ARTILHEIROS DO ATLÉTICO-MG NA COPA DO BRASIL

 

Para o comentarista, o Atlético de Marcelo Oliveira apresentou algumas falhas, ao longo da temporada e isso ficou evidenciado no jogo de ontem.

“O Atlético vem apresentando problemas em campo que o Marcelo não conseguiu corrigir. Então, talvez o Marcelo Oliveira tenha uma leitura de jogo muito bacana, um conceito nas equipes que ele dirige de futebol ofensivo muito bacana. Mas ele precisa melhorar a parte tática, a organização, principalmente defensiva”, disse.

Caio Ribeiro ainda ressaltou dois pontos importantes no time de Marcelo Oliveira. “Quando você tem a posse dela, você tem que fazer gol. Quando você não tem, você tem que brigar pelo espaço. E o Atlético briga muito pouco pelo espaço. Isso estoura lá atrás. Isso é uma questão. A segunda questão é o que o jogo assustou. Porque o Atlético foi completamente dominado, os jogadores do Grêmio tomaram conta”, argumentou.



Sou apaixonado por esportes e política. Escrever é minha paixão. A vida é muito intensa para ser editada em palavras!