Com Bahia perto do acesso, Guto Ferreira garante objetivo de vencer o Atlético-GO

Foto: Divulgação/ECBahia

Neste sábado (26), o Bahia definirá como será a temporada 2017. Na última rodada da Série B, o Tricolor visitará o campeão Atlético-GO precisando apenas de um ponto. Mas o técnico Guto Ferreira garante não estar pensando no empate, mas sim no triunfo.

LEIA MAIS:
Pelé no Sport? Quase! Veja essa e outras curiosidades sobre o futebol nordestino
Conheça o Llanfairpwllgwyngyll F.C., o clube de futebol com o nome mais longo do mundo
CONFIRA COMO FICARAM OS GRUPOS DA COPA DO NORDESTE 2017
Mercado da bola: Time dos Estados Unidos quer tirar Ibrahimovic do Manchester United
Prêmio Torcedores.com terá sua 2ª edição em 2016
Conheça os finalistas do prêmio Torcedores.com de mídia esportiva 2016

Maior dificuldade do Bahia no primeiro turno, os jogos fora de casa renderam cinco empates e dois triunfos, somando apenas partidas do returno. Com apenas duas derrotas nos últimos nove jogos como visitante, Guto Ferreira afirma querer um futebol ofensivo por parte de seus jogadores.

“Se colocar o segundo turno, o Bahia só foi derrotado duas vezes fora de casa. O Bahia só venceu duas vezes também, tudo bem. De nove jogos, empatamos cinco, vencemos dois e perdemos dois. Há vários jogos não somos derrotados. Se fosse para buscar uma vitória, talvez eu ficasse um pouco mais preocupado. Mas isso não quer dizer que vou jogar para empatar. Não costumo jogar para empatar. Sempre digo que temos que mirar a lua, mas se errarmos e acertamos as estrelas, atingimos nosso objetivo. Vamos jogar para vencer. Se você jogar para empatar, você será derrotado. Temos que pensar acima para que a margem de erro nos acerte”, comentou.

Com uma entorse no tornozelo, Juninho deve ser confirmado mais uma vez como desfalque. Porém, o camisa 5 viajará para Goiânia e será importante para o elenco, mesmo ficando fora do gramado, segundo o treinador.

“Ele (Juninho) viaja. Ele viaja porque temos tido essa situação de oportunizar. Muitas vezes o jogador não é importante pelo futebol. Ele é importante pela presença, pela empatia com o grupo, pela liderança no grupo. Existe toda uma preparação, um sentimento, um sentido das coisas. O cara não está presente no campo, mas fora está ali trabalhando na cabeça de cada um. A simples presença dele é de suma importância porque traz uma energia positiva. É a energia que o torcedor está acostumado a ver. O simples fato dele estar presente traz um sentido de unidade, de exemplo, de superação e faz com que muitas vezes o cara fala: ‘Pô! Eu tenho que correr por ele. Eu tenho que dar o meu 100% e mais 10, 15% por ele’. Se todo mundo correr mais, a equipe transborda e fica forte. Só por isso já é importante”, explicou Guto.

Nesta manhã de quinta-feira, o elenco realiza o último treinamento da temporada no Fazendão. O embarque para Goiânia está marcado para às 16h. Na sexta, o time fará mais um treino tático antes de enfrentar o Atlético-GO no sábado.



Baiano, 22 anos, jornalista em formação pela Universidade Jorge Amado (UniJorge). Apaixonado por esportes em geral, de preferência basquete, tênis e futebol, este último com maior fervor. Contato: victorw10@outlook.com