Com 2005 fresco na memória, Fernando Carvalho diz: “Se há um clube que pode recorrer ao STJD, é o Inter”

Inter
Foto: Reprodução Inter

O Internacional planeja mesmo levar o Campeonato Brasileiro para o STJD (Supremo Tribunal de Justiça Desportiva). O Colorado vê uma irregularidade na escalação do zagueiro do Vitória, Victor Ramos, e espera que o clube baiano seja punido. Assim, o Inter não teria mais nenhum risco de rebaixamento para a Série B.

Um dos únicos clubes do país que nunca foi rebaixado para a segunda divisão, o Inter ainda tem chances de escapar do rebaixamento no campo, mas o clube acredita que tem o direito de levar a decisão da competição para o tapetão, principalmente pelo que aconteceu 11 anos atrás.

PRÊMIO TORCEDORES.COM DE JORNALISMO COLABORATIVO
Prêmio Torcedores.com terá sua 2ª edição em 2016
Conheça os finalistas do prêmio Torcedores.com de mídia esportiva 2016

O ano era 2005 e o Inter brigava pelo título do Brasileirão. Mas 11 jogos da competição foram anulados, por interferência nos resultados. E nos jogos refeitos, o Colorado perdeu a liderança e o título para o Corinthians. O Inter se sente prejudicado e justamente pensando neste episódio que a diretoria se motiva para entrar com recurso.

A indignação pelo ocorrido na temporada de 2005 ainda está fresca na memória dos colorados e este é um dos argumentos do vice-presidente do Inter, que foi entrevistado pelo portal Globoesporte.com:

“É feio entrar no tapetão, dá margem a deboche, mas se há um clube no Brasil que tem direito de recorrer ao STJD é o Inter. Perdemos um campeonato no tapetão por coisas que não fizemos. Não tivemos nada a ver com a corrupção do árbitro. Perdemos um campeonato no tapetão e temos a justificativa ética de mencionar a irregularidade.”

O provável é que já nesta semana o Colorado já entre com o pedido de punição no STJD. Antes, o clube entra em campo pelo Brasileirão, contra o Cruzeiro. Se perder e o Vitória empatar na rodada, matematicamente, o Colorado estará rebaixado para a segunda divisão.

O mandatário espera que se o Vitória for punido, que seja respeitada a decisão dos tribunais, assim como o Internacional respeitou: O resultado do tapetão em 2005 foi válido. Nós perdemos e nos conformamos. Agora, surge o outro lado. O Inter pode recorrer”, finalizou.

 



Jornalista formado pela FIAM FAAM. Apaixonado por futebol independente do país ou divisão. Setorista do Inter e esportes olímpicos. Contato: mohamed.nassif12@hotmail.com