Celso Barros descarta construção de estádio para o Fluminense

Celso Barros
Crédito de imagem: Nelson Perez/ Fluminense F.C

O candidato a presidência do Fluminense, Celso Barros, concedeu entrevista exclusiva ao jornal Lance! e deu declarações polêmicas. O cartola criticou o atual presidente e falou sobre onde o Tricolor deve jogar em 2017 caso seja eleito.

LEIA MAIS: OPINIÃO: 5 ZAGUEIROS QUE SERIAM BONS REFORÇOS PARA O FLUMINENSE EM 2017

“O estádio que queremos é o Maracanã. Giulite Coutinho não tem condições. O Fluminense quer ser pequeno? Então tudo bem, joga em Mesquita. Não é por ser subúrbio, mas não tem condições. É importante discutir o custo do Maracanã para sabermos como podemos diminuir, deixar um custo melhor para os clubes. Mas acho que temos que jogar no Maracanã mesmo, é o nosso estádio”, afirmou Barros.

Além de desejar que o Fluminense jogue no Maracanã, Celso Barros disse que o a construção de um estádio próprio para o clube é inviável neste momento.

“O estádio próprio é o seguinte: tem que haver um estudo de viabilidade, se tiverem investidores e for viável, a gente faz. Não prometo isso para o torcedor. Não é prioridade. O próprio Pedro Antonio disse que o estádio era inviável pois seriam três anos para estudo de projetos e conseguir licenças com a Prefeitura. Depois seriam mais três anos de construção. O custo de um estádio desse, para 30, 40 mil, é de 400 milhões. O Fluminense não conseguiu ainda pagar o CT, como vai se meter para fazer um estádio?”, comentou.

Celso Barros tem como principal proposta a montagem de um elenco com nomes de peso para o próximo ano. Vale lembrar que o médico aposentado era um dos nomes fortes no clube na época do patrocínio da Unimed. As eleições no Fluminense estão marcadas para o próximo sábado, 26, e serão realizadas na sede das Laranjeiras.