Casa nova? Futuro estádio do Galo é discutido em audiência pública

Projeto do estádio do Atlético-MG (foto: Divulgação/Internet)

Um antigo sonho da torcida atleticana está prestes a se realizar: a construção do seu estádio está marcada para ter início em 2017. O local já foi escolhido. Situado na região noroeste da capital mineira, o bairro Califórnia recebeu uma audiência pública na noite desta quinta-feira (24). Os quase 200 presentes da reunião ouviram as propostas e discutiram os impactos e consequências que o estádio traria ao bairro.

Além de alguns moradores do bairro, entre os participantes estavam Pedro Tavares, o diretor de planejamento do Atlético-MG; conselheiros do clube; o arquiteto Bernardo Farkasvölgyi, que é o responsável pela obra; o secretário da Regional Centro-Sul de Belo Horizonte Pier Senesi; Glauco Santiago e Cynthia Pimentelos, os representantes da UMA, empresa de arquitetura e urbanismo responsável pelo processo ambiental.

Com 138 mil metros quadrados, o terreno onde abrigará a massa atleticana receberá a criação de uma via de acesso com quatro pistas, o que irá facilitar o trânsito nos dias de jogos e eventos no estádio. Parceira do Galo para o projeto e para as obras, a MRV é a atual detentora do terreno, porém, passará o espaço ao clube assim que todos os trâmites burocráticos forem resolvidos.

Avaliado para gerar custos de R$ 400 milhões, a casa alvinegra terá capacidade para suportar até 42 mil torcedores, além de um estacionamento para 3.300 vagas. Atendendo ao pedido da diretoria do clube, as arquibancadas serão próximas ao campo – assim como é atualmente no estádio Independência, onde o Atlético-MG costuma mandar suas partidas – para gerar o efeito de maior pressão aos adversários.

Maiores detalhes de investimentos ainda não foram divulgados pela direção atleticana, mas o presidente Daniel Nepomuceno confirma que alguns bons parceiros já estão garantidos.

 



Sou formado em Jornalismo e apaixonado por futebol desde que me entendo por gente.