Atlético-MG cai para o Grêmio e fica em situação difícil na Copa do Brasil

Reprodução/Twitter CBF

O Atlético-MG ficou em situação bastante complicada após a primeira partida da decisão da Copa do Brasil nesta quarta-feira (23), ao ser derrotado, em pleno estádio do Mineirão, por 3×1 diante da equipe do Grêmio. Como não há a regra do gol marcado fora de casa, o Galo joga pelo 2×0 no confronto de volta, marcado para a quarta da semana que vem, para levar o jogo aos pênaltis.

LEIA MAIS:
ATLÉTICO-MG X GRÊMIO: ASSISTA AOS GOLS DA FINAL

Mesmo jogando dentro de casa, o Atlético-MG foi completamente envolvido pelo Grêmio na primeira etapa, não conseguiu criar chances perigosas e, na única que apareceu, viu Marcelo Grohe fazer defesa absurda em finalização à queima-roupa feita por Junior Urso.

No restante, os gaúchos dominaram as ações e abriram o placar aos 29 minutos, quando Maicon deu lindo passe para Pedro Rocha, que deu corte desconcertante em Gabriel e tocou na saída de Victor. E poderia ter sido pior, se o zagueiro atleticano não salvasse em toque de cobertura e se o goleiro mineiro não tivesse brilhado em batida cara a cara.

Veio o segundo tempo, o duelo ficou mais equilibrado, só que o Grêmio ampliou a vantagem. Em cobrança de falta rápida, Pedro Rocha deixou os zagueiros na saudade e bateu sem qualquer chance de defesa para Victor, que nada pôde fazer. Na comemoração, o atacante gremista tirou a camisa e recebeu o amarelo.

Comemoração que custou caro, já que o atacante acabou expulso por falta em Carlos César, deixando os gaúchos com um a menos e fazendo o Atlético-MG crescer na partida. Com isso, aos gritos da torcida de “eu acredito”, Fábio Santos bateu escanteio para dentro da área e Gabriel pegou de primeira, descontando.

O problema foi o Galo deixar a defesa totalmente exposta em busca do empate e o Tricolor matou a partida desta quarta em contra-ataque rápido puxado pelo zagueiro Pedro Geromel pela ponta direita e cruzou para Everton se esticar todo e colocar a redonda no fundo das redes, 3×1.