Atacante Walter ainda pensa na seleção brasileira: “Tite diz que só depende de mim”

Reprodução/Facebook

Durante participação no programa “Aqui com Benja”, que irá ao ar na madrugada de sábado para domingo no Fox Sports, o atacante Walter, do Goiás, disse que integrar a seleção brasileira faz parte dos seus planos e que isso só depende dele próprio, segundo o próprio técnico Tite.

“Sei que posso ir para uma equipe ainda maior e também penso em seleção. Sempre que vejo o Tite ele fala isso para mim, só depende de você”, disse o atacante, que retornou ao Goiás no final de agosto e fez três gols em 10 jogos do Campeonato Brasileiro da série B.

LEIA MAIS:
Repórter do SporTV relata desespero após tentativa de assalto: “Apontaram arma na minha cabeça” 
Prêmio Torcedores de Jornalismo Colaborativo: veja os parceiros do evento 

O jogador ainda falou do sobrepeso e dos planos para o ano que vem. “Foi em Portugal que comecei a ganhar peso. Não tinha estrutura e devia ter levado um preparador pessoal ou algo assim. Treinava, voltava para casa e comia. Eu gosto de comer! Sou bom de garfo, mas em 2017 farei o mesmo projeto de emagrecimento que fiz no Atlético Paranaense no Goiás. Estou em dívida com a torcida e farei de tudo para ajudar o clube”, afirmou.

Ao lembrar do início da carreira o atleta se emocionou e mostrou gratidão à sua mãe. “Tudo que passei para estar aqui foi difícil. Vim de um bairro da periferia do Recife e hoje posso dizer que consegui. Agradeço a Deus e a minha mãe; ela sempre me levava nos treinos. Dou muito valor no que passei lá atrás. O que eu ganho é suado e sempre dou melhor em campo. Por isso me controlo financeiramente”, explicou.

Walter também falou sobre as mudanças que o futebol passou nos últimos tempos. “Hoje, a maioria dos times, dez jogadores defendem. Antigamente não era assim. Por isso os atacantes não fazem tantos gols; não têm força para atacar. É difícil achar um matador pivozão. Tenho jogado de meia, porém não gosto. Prefiro ficar paradinho”, brincou

Ao comentar sobre comandantes que marcaram a carreira, citou dois nomes. “Aprendi muito com o Autuori. Ele me ensinou que não são só os 11, o grupo vence o campeonato. O Ederson Moreira é meu pai no futebol e meu melhor ano foi com ele. Onde estiver e me chamar, farei de tudo para trabalhar com ele, até na série C eu vou”, comentou.

Ao final do programa o atleta confidenciou que não quer voltar para Portugal. “Estou bem e feliz no Brasil. Não quero voltar para Portugal”, concluiu.

Apresentado por Benjamin Back no canal FOX Sports, o programa “Aqui com Benja! vai ao ar neste sábado, 26, à meia noite.



Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)