Após vencer o Peru, Tite gostaria que a Copa fosse agora

Divulgação/CBF

“Queria dizer aqui. Que m… que parou”. Foi com essa declaração, no mínimo inusitada, que Tite arrancou gargalhadas dos repórteres presentes, após o Brasil vencer o Peru por 2 a 0 pelas Eliminatórias Sul-Americanas para Copa do Mundo de 2018, na Rússia, na madrugada desta quarta-feira, dia 16 de novembro.

Em outro ponto da coletiva, Tite evitou chamar a responsabilidade só para si, pelo bom momento da Seleção Brasileira. Tite igualou uma marca histórica de João Saldanha, que também venceu seis partidas seguidas nas Eliminatórias para a Copa de 1970.

“Eu acho que ainda não caiu a ficha, vai cair a ficha na sequência. Vai cair a ficha de um trabalho realizado, de uma mobilização muito grande. Eu digo que uma das características que os técnicos têm que ter é coragem. Somos muito expostos. Não sei se eu mereço isso, mas que estou muito feliz eu estou. Essa equipe tem potencial de crescimento”, analisou o técnico.

Para ele, a imprensa supervaloriza demais os treinadores:

“Vocês(jornalistas) são culpados pela valorização dos técnicos. Depois vocês exigem dos técnicos que fiquem no mesmo nível de antes. Mas vocês são os primeiros a valorizar. Então para quem está ouvindo, é bom vocês saberem que o trabalho lá atrás é muito forte para que as coisas acabem bem”, encerrou.

A Seleção Brasileira é líder das Eliminatórias com 29 pontos e volta a jogar pela competição contra o Uruguai, vice-líder na tabela, dia 23 de março de 2017, em Montevidéu.

LEIA MAISPRÊMIO TORCEDORES.COM TERÁ A SUA 2ª EDIÇÃO EM 2016 – E COM NOVIDADES!

– CONHEÇA OS FINALISTAS DO PRÊMIO TORCEDORES.COM DE MÍDIA ESPORTIVA 2016