Anderson cita queda com o Grêmio e pede foco no Inter: “A m… já está feita”

Inter
Foto: Ricardo Duarte/Inter

Para Anderson, a situação que vive o Inter em 2016 não é novidade. Logo no seu primeiro ano de profissional, o ex-jogador do Manchester United acabou rebaixado com o Grêmio com apenas 16 anos, em 2004. Ele reconhece que a situação “marca” a carreira de um atleta, e por isso prega concentração total nas duas rodadas restantes para não viver o mesmo com o Inter.

“Cair para a segunda divisão é algo ruim para carreira de todo mundo. Ninguém se salva. Não tem mais moleque no futebol também. Isso vai marcar a carreira de qualquer um. Eu passei por isso com 16 anos, sei o quanto é difícil. Fica marcado mesmo”, admite o jogador.

O Inter, de Anderson, chegou a 90% de chances de rebaixamento segundo os matemáticos após perder por 1×0 para o Corinthians, na última segunda-feira, em São Paulo. Para escapar, precisará vencer Cruzeiro em casa e Fluminense fora, e torcer por tropeços do Vitória, que está com três pontos de vantagem.

“A situação do Inter foi criada por nós. Não podíamos perder pontos em casa e perdemos, para Vitória, Santa Cruz. Agora temos que esquecer isso, a merda já está feita. Agora temos que corrigir”, disparou Anderson. “Esses dois últimos jogos são os mais importantes da minha carreira”.

No pior cenário possível, o Inter pode até ser rebaixado na próxima segunda-feira, sem nem entrar em campo. Para isso ocorrer, terá que empatar com o Cruzeiro, no domingo, e ver o Vitória ganhar do Coritiba no Paraná, segunda. Se o Inter chegar a perder para os mineiros, um simples empate dos baianos coloca o colorado na B.

“O momento é difícil, sei que muitos torcedores não acreditam mais na gente, sei disso. Mas eu, nego véio, só quando estiver morto para não acreditar. Acho que temos uma luz, são dois jogos. Jogador tem que querer e todo mundo quer”, finalizou.

 



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Fã de esportes, sobretudo tênis. Colorado por paixão, jornalista por vocação e tenista por opção.