6 Fatos que comprovam como Tite mudou a seleção brasileira

Tite
Créditos: Site oficial da CBF
Depois de tempos de “vacas magras” e após a seleção brasileira passar por vários vexames seguidos, entre eles o 7 x 1 para Alemanha na Copa do Mundo de 2014, as eliminações na Copa America 2015 e 2016, surge o provável salvador do futebol Brasileiro, Adenor Leonardo Bacchi (Tite).

O torcedores.com listou 6 fatos que mostram como esse gaúcho mudou o jeito da seleção jogar e reacendeu a paixão do torcedor.

LEIA MAIS:

ARGENTINA VENCE A COLÔMBIA E TERMINA A RODADA NA QUINTA COLOCAÇÃO

VEJA AS CAMISAS MAIS BONITAS DAS SELEÇÕES NACIONAIS

1 – Modelo de Jogo

Muitos diziam que a seleção de Dunga não tinha padrão de jogo o que era verdade na maioria dos jogos disputados pela Seleção porem com achegada de Tite e seu famoso 4-1-4-1 que ja havia o consagrado no Corinthians, a seleção criou uma nova forma de jogar alem da triangulação que o técnico tanto exalta e a posse de bola.

2 – Estilo “Paizão” e um carisma para conversa com jogadores

Uma coisa que faltava para Dunga era simpatia, tanto para imprensa torcedores e até para os jogadores, isso o técnico atual tira de letra, Tite esta sempre aberto a conversa e a ouvir opiniões seja da comissão técnica dos atletas ou da imprensa, Tite conversa sobre tudo com seus jogadores de futebol a vida pessoal,  a comissão técnica envia pelo wattsapp a descrição da função de cada jogador devido ao pouco tempo de treinamento isso ajuda e muito a absorver os conceitos.

3 – Defesa Estável

Desde a época do Corinthians quando era conhecido como “empatite”, ele sempre priorizou boas defesas, as equipes por onde passou nos últimos anos tem números incríveis no quesito defesa.A zaga com Miranda e Marquinhos tomou apenas um gol nos últimos 6 jogos sobre o comando do novo treinador.

4 – Reservas com status de titulares

Uma forma de não ter discussões no elenco e haver  uma disputa saudável  de posições isso é o que o Tite prioriza na Seleção, basta ver como ele faz questão de cumprimentar cada jogador no banco de reserva após uma vitoria do Brasil, ou a forma como conversa com os jogadores como vimos quando William saiu para a entrada de Phillippe Coutinho, Douglas Costa e Thiago Silva são outros reservas de luxo, e que não reclamam de estar no banco com o atual treinador.

5 – A boa relação com Neymar

Todos sabiam que Dunga e Neymar estavam em rota de colisão o jeito do treinador não batia com o jeito do craque brasileiro, o que era nítido a falta de vontade do jogador do Barcelona em alguns jogos e o excesso de cartões. assim que Tite chegou as seleção teve uma conversa com o camisa 10, e deixou claro que seria diferente, mostrou ter confiança no jogador e que ele é um líder técnico, e não um líder para ser capitão. Neymar entendeu e vemos como melhorou seu futebol nos últimos jogos.

6 – A boa relação com a Imprensa

Muitos dizem que a Imprensa pode derrubar um técnico ou colocar ele no auge, eu discordo acredito que o trabalho dele que vai lhe ajudar a colher os méritos independente da imprensa, mas convenhamos que a relação Dunga com Imprensa era péssima, inclusive a rede Globo, que é a que atinge mais pessoas e consegue formar um grande numero de opiniões. já com Tite a relação com a imprensa é fabulosa como sempre foi quando ele treinava clubes pelo brasil. e isso ajuda e muito o técnico a poder trabalhar com tranquilidade.