5 motivos para o Fluminense não vender Gustavo Scarpa em 2017

Gustavo Scarpa
Crédito da foto: Nelson Perez/Fluminense FC

Para o ano que vem, o Fluminense terá que segurar um de seus principais jogadores que vem recebendo assédio de vários clubes tanto do futebol brasileiro, quanto do futebol europeu para vender Gustavo Scarpa. Diante disto, o Torcedores.com mostra cinco motivos para o Tricolor das Laranjeiras não vender seu camisa 10 em 2017.

LEIA MAIS:
VEJA COMO FICA A CLASSIFICAÇÃO DO FLUMINENSE NA SÉRIE A DO BRASILEIRÃO
5 MOTIVOS PARA O FLUMINENSE TROCAR A DRYWORLD PELA NIKE EM 2017
FLUMINENSE TRABALHA COM QUATRO EMPRESAS PARA SUBSTITUIR A DRYWORLD EM 2017

Alvo do Palmeiras: Mesmo na mira do Palmeiras, o Fluminense precisa blindar seu camisa 10 no ano que vem das equipes brasileiras e usar da multa rescisória para segurar seu principal reforço.

Multa rescisória: Outro motivo importante para o Tricolor das Laranjeiras blindar seu principal reforço é a multa rescisória que passa de R$ 80 milhões para o futebol brasileiro. Enquanto a isso, a diretoria está tranquila para segurar o jogador em 2017.

Camisa 10: Desde que Gustavo Scarpa assumiu a camisa 10 do Fluminense, o meia-atacante mostrou empenho e dedicação para assumir como principal meia do Tricolor das Laranjeiras durante o Brasileirão.

Renovação em andamento: Mesmo alvo de vários clubes, o Fluminense já trabalha nos bastidores para segurar Gustavo Scarpa até o fim de 2021. Além de aumentar a multa rescisória do jogador para não ter problemas no ano que vem, caso receba uma nova proposta.

Sem ofertas: O próprio meia-atacante Gustavo Scarpa deixou claro que não recebeu nenhuma oferta para sair do Fluminense, além de enaltecer que seu foco é seguir no clube e ajudar o time quem sabe a uma vaga na Copa Libertadores em 2017.



Radialista, Jornalista com passagens como correspondente pelo site italiano CalcioNews24.com e pelo Arena Rubro-Negra. Atualmente setorista do Fluminense e Futebol Sul-Americano no Torcedores.com