3 pontos fracos do Grêmio que o Atlético-MG deve explorar na Copa do Brasil

Foto: Lucas Uebel/Grêmio/FBPA

Atlético-MG e Grêmio farão a final da Copa do Brasil, em dois jogos e o primeiro será disputado na próxima quarta-feira (23), às 21h45, no Mineirão, em Belo Horizonte. Os dois treinadores pouparam jogadores na rodada do fim de semana do Brasileirão para chegar com tudo para o duelo. O Grêmio quer surpreender o Galo no jogo de ida, como fez com os rivais do time mineiro em BH. Mas o Galo pode se apegar a pontos fracos do Tricolor para vencer a partida.

Leia mais:

QUE JOGADOR DO ATLÉTICO-MG VOCÊ SERIA? FAÇA O TESTE!
OPINIÃO: ATLÉTICO-MG DEVE ESQUECER O G3 E PENSAR EM SALVAR O ANO

 

Sem dúvidas, o maior ponto fraco do Grêmio é o lado emocional e isso deve ser explorado pelo Atlético-MG. O time gaúcho não ganha uma competição nacional há 15 anos e justamente, a Copa do Brasil de 2001 foi seu último título.

O Atlético-MG jogará a primeira partida em casa e pode se aproveitar da defesa do Tricolor. Os dois zagueiros são mais lentos. Geromel é melhor na bola área mas é mais fácil de driblar quando se chega com a bola no chão. Se bem que, com Lucas Pratto em grande fase, o time do Galo tem no camisa 9 seu grande trunfo para o duelo.

O volante Marcelo Oliveira não apoia muito e as laterais são sempre motivo de preocupação para os gaúchos. A zaga fica desguarnecida e o o Atlético-MG pode se aproveitar da situação e furar o bloqueio. O treinador Renato Gaúcho gosta de armar seus times em blocos e fazer as famosas duas linhas de quatro jogadores.

Atlético-MG e Grêmio chegaram às finais da Copa do Brasil, com méritos. A TV aberta irá transmitir os jogos para todo o país e o árbitro da partida será Pericles Bassols Cortez.



Sou apaixonado por esportes e política. Escrever é minha paixão. A vida é muito intensa para ser editada em palavras!