10 anos de PS3: relembre as maiores polêmicas do console da Sony

Foto: Divulgação

O Playstation 3 completa 10 anos de existência nesta quinta-feira (17). O console chegou ao mercado de games para concorrer com o Xbox 360, da Microsoft e com o Nintendo Wii, da Nintendo. É um dos produtos de maior sucesso da Sony, mas a carreira do console é recheada de polêmicas e algumas curiosidades bem interessantes.

E o Torcedores.com relembra algumas das principais polêmicas do PS3!

Anuncio e lançamento polêmicos:

Foto: Divulgação/Sony
Foto: Divulgação/Sony

O Playstation 3 foi anunciado pela primeira vez durante a E3, em 2005. A primeira versão do console tinha um controle em formato de bumerangue e possuía ainda sensor de movimento embutido no joystick. O vídeo produzido para a apresenação inicial do PS3 tinha demonstração do remake de Final Fantasy 7, que nunca ocorreu de verdade no PS3.

Durante a coletiva de lançamento do console, em 2006, Ken Kataguri, pai do Playstation, anunciou que os jogadores poderiam criar um sistema de mapeamento global através do aparelho, capaz de detalhar qualquer ambiente e compartilhá-lo online. A promessa, no entanto, não pode ser cumprida até hoje.

Preço:

Durante a E3 de 2006, a Sony anunciou o preço que o Playstation 3 chegaria ao mercado – US$ 600, e gerou mais polêmicas. O valor era considerado caríssimo e bem acima do esperado na época. E o preço foi um dos maiores vilões do console durante muito tempo, já que os concorrentes , Nintendo Wii foi lançado por US$ 250, enquanto o Xbox 360 chegou ao mercado custando US$ 400, valores bem abaixo.

A Sony só conseguiu deslanchar as vendas do PS3 depois de cortar o valor aos poucos, tendo como justificativa  demanda de produção de peças potentes para o console.

ApocalyPS3:

Na virada do dia 28 de fevereiro para 1º de março, em 2010, as primeiras unidades fabricadas do Playstation 3 sofreram um bug, onde o aparelho achava que aquele ano era bissexto. A confusão de datas ocasionou o erro identificado com o código “8001050F”, que travava o aparelho e reiniciava o calendário em 31 de dezembro de 1999 nos EUA ou 1º de janeiro de 2000 no restante do mundo.

Na ocasião, os consoles travaram, paravam de funcionar, não rodavam todos os jogos e  Sony, temerosa com a situação, chegou a recomendar que os usuários deixassem seus PS3 desligados até que a companhia tivesse uma solução.

O bug ficou conhecido no mundo inteiro como ApocalyPS3.

Ataque de hackers:

Em abril de 2011, 77 milhões de contas da rede PlayStation Network, principal recurso online do PS3, sofreu um grande ataque hacker e precisou ser desligada, fazendo a Sony correr atrás do prejuízo depois. Como a empresa demorou para confirmar que havia sido alvo de hackers, foi processada e recebeu multas.

A PSN ficou quase um mês fora do ar, e quando voltou a Sony deu jogos gratuitos e um mês de assinatura PlayStation Plus para os usuários afetados durante o problema.