Zico provoca em imagem de título do Flamengo de 87: “esse ninguém tira”

Reprodução/Instagram

Quase 30 anos depois, ainda se discute muito a conquista do Campeonato Brasileiro de 1987. Maior ídolo da história do Flamengo, Zico postou uma foto em sua conta no Instagram comemorando ao lado de Renato Gaúcho o título, que marcaria o tetra brasileiro.

LEIA TAMBÉM:
STJD arquiva pedido de anulação de clássico e “devolve” três pontos ao Flamengo

Na polêmica que ficou conhecida como a “Taça das Bolinhas”, Flamengo e Sport se autoconsideram campeões do torneio naquela ocasião. Para os rubro-negros cariocas, não há discussão. Por isso, na legenda da imagem, o Galinho de Quintino, hoje técnico do FC Goa, da Índia, foi contundente. Veja a seguir!

A polêmica no Campeonato Brasileiro de 1987 surge quando a CBF, na época, abdica da organização do torneio, alegando falta de recursos. É quando surge o Clube dos 13, que mantém a competição em vigência, convidando ainda Goiás, Coritiba e Santa Cruz. O torneio, chamado Módulo Verde, é vencido pelo Flamengo em decisão contra o Internacional.

Depois de abdicar da organização do Brasileiro, a CBF voltou atrás e criou o que ficou conhecido como o Módulo Amarelo, que teve 16 outros clubes e o Sport como seu campeão em final contra o Guarani. A entidade máxima do futebol brasileiro designou que teria de haver um cruzamento entre os dois, além de Flamengo e Internacional, para que fosse definido o real campeão.

Discordantes, Flamengo e Inter se negaram a jogar o quadrangular decisivo, o que fez a CBF anunciar Sport como o campeão, e o Guarani vice. Em 1988, estes dois clubes inclusive representaram o Brasil na Copa Libertadores.

Em agosto, o Flamengo teve suspenso no Supremo Tribunal Federal (STF) recurso sobre o título de 87. Na ocasião, o ministro Luís Roberto Barroso fez pedido de vista do processo e pretende estudar mais a matéria. Relator do caso, o ministro Marco Aurélio manteve o entendimento de que o Sport é o verdadeiro campeão do torneio, o que é contestado pelo Rubro-Negro carioca.



Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.