Weidman detona Bisping, após críticas do campeão

Foto: Reprodução/Twitter oficial do Chris Weidman

Após ser declarado vencedor da luta principal do UFC 204, na madrugada do último sábado, Michael Bisping pegou o microfone do UFC e começou a cuspir críticas aos quatro lutadores peso-médio mais bem ranqueados da organização. O primeiro mencionado pelo campeão foi Chris Weidman, detentor do cinturão da categoria até dezembro do ano passado, quando foi derrotado por Luke Rockhold no UFC 194. Em entrevista ao podcast ‘The MMA Hour’, o primeiro atleta do UFC a derrotar Anderson Silva não deixou barato nas críticas e afirmou que, na sua opinião, Bisping sequer venceu o confronto contra Dan Henderson.

LEIA MAIS

McGregor recebe punição por briga em evento pré-UFC 202

“Acho que esse cara tinha algo assim em mente: ‘depois que eu dominar o Dan Henderson, eu vou pegar o microfone, desafiar esses caras e dizer certas coisas sobre eles. E isso vai ser bem legal’. Mas ele não deveria ter feito isso quando ele acabou de vencer o número 14 no ranking da categoria. Pegar o microfone daquele jeito e provocar os Top 4 da categoria foi impressionante. E eu realmente acho que Dan Henderson deveria ter ter sido o vencedor daquela luta. Fiquei constrangido por ele (Bisping). Ele pode dizer meu nome um bilhão de vezes e me xingar do que quiser, que ele não me afeta”, afirmou Chris Weidman em entrevista ao jornalista Ariel Hewani no podcast ‘The MMA Hour’, na última segunda-feira (10).

Na madrugada do último sábado, Michael Bisping defendeu o cinturão dos médios pela primeira vez, contra o veterano Dan Henderson. A vitória por decisão unânime do inglês, no entanto, causou discódia, principalmente pelo resultado de um dos juízes, que marcou 49-46 para o campeão. O próprio Weidman contestou o resultado oficial da luta.

“Eu marquei vitória para o Henderson. Acho que ele venceu o primeiro round por 10-8. Pelo menos um dos juízes deveria ter dado 10-8 para ele, não sei nem porque isso sequer foi cogitado. No segundo roundo, acho que ele venceu também. Ele estava perdendo, mas ele derrubou o Bisping de novo. Na minha concepção, se você quase termina a luta em um round, você vence aquele round, não importa por quanto tempo você esteve perdendo aquele assalto. Ele não correu perigo no segundo round em momento algum, então acho que ele venceu aquele round e o quinto também”, analisou Weidman. De acordo com as contas do ex-campeão, o resultado mais justo da luta teria sido um 48-46 para Hendo.

Após manter o cinturão, na entrevista pós-luta ainda dentro do octógono, Bisping proferiu as seguintes críticas a seus principais desafiantes:

“Weidman, que diabos?! Você perdeu sua última luta. Eu venci três vezes depois que Luke Rockhold chutou seu traseiro. Rockhold, eu te nocauteei em três minutos, cara. Yoel Romero, você está suspenso por uso de esteróides. Vergonha de vocês. Todos vocês deveriam vencer uma luta, sair do sofá e aí sim podemos lutar”, provocou o campeão.

No dia 12 de novembro, Weidman luta contra Yoel Romero em Nova Iorque, no UFC 205. No dia 26 do mesmo mês, é a vez de Ronaldo Jacaré e Luke Rockhold se enfrentarem no UFC Fight Night Melbourne, na Austrália. Desses dois duelo deve sair o próximo desafiante ao cinturão peso-médio do UFC.