Tradição: Grêmio bate o Palmeiras e chega pela 12ª vez à semi da Copa do Brasil

Grêmio
Foto: César Greco / Divulgação

Há quem diga que o Grêmio é viciado em Copa do Brasil. E os números não desmentem quem defende a tese. Nesta quarta-feira, o time gaúcho assegurou um empate em 1×1 contra o Palmeiras, em São Paulo, que foi suficiente para a classificação à semifinal da Copa do Brasil. Será a 12ª vez que o Grêmio disputará essa fase do torneio. A última vez que havia chegado à semi foi em 2013, quando acabou derrotado pelo Atlético-PR.

LEIA MAIS:

Ídolo do Grêmio, Danrlei comenta possível rebaixamento do Inter

O retrospecto nas outras onze semifinais disputadas é positivo para os tricolores. Em sete delas, o clube avançou e disputou a final: Flamengo (1989), Coritiba (1991), Flamengo (1993), Vasco (1994), Flamengo (1995), 1997 (Flamengo) e Coritiba (2001). O Grêmio é, ao lado do Cruzeiro, o maior vencedor da história da Copa do Brasil com quatro conquistas – 1989, 1994, 1997 e 2001.

Para chegar à 12ª semifinal de Copa do Brasil, o Grêmio teve que buscar o resultado no Allianz Parque. Logo no início do segundo tempo, Thiago Martins marcou para o Palmeiras e botou os paulistas em vantagem. Na sequência, o meia Allione deu uma entrada violenta em Everton e acabou expulso. Com um homem a mais, o Grêmio cresceu na partida e chegou ao gol de empate com o próprio Everton, em um chute rasteiro contra a meta de Jaílson.

“É muito importante para a gente que é jovem. Até brinquei ali no banco. Estava com o pressentimento que ia entrar e fazer um gol. A gente sabia que eles com um a menos iam recuar mais, a gente se aproveitou disso e fez o gol”, comentou o atacante Everton após o jogo.

O Grêmio retoma as suas atenções para o Brasileirão, tendo o clássico Gre-Nal no próximo domingo, na Arena. Na outra quarta-feira, inicia a disputa de semifinal da Copa do Brasil contra o Cruzeiro. O sorteio dos mandos de campo ocorre nesta quinta e será realizado pela CBF.

Grêmio e sua tradição na semifinal da Copa do Brasil:

• 1989 (Flamengo)
• 1991 (Coritiba)
• 1993 (Flamengo)
• 1994 (Vasco)
• 1995 (Flamengo)
• 1996 (Palmeiras)
• 1997 (Corinthians)
• 2001 (Coritiba)
• 2010 (Santos)
• 2012 (Palmeiras)
• 2013 (Atlético-PR)
• 2016 (Cruzeiro)



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Fã de esportes, sobretudo tênis. Colorado por paixão, jornalista por vocação e tenista por opção.