“Tive que fazer um trabalho sujo”, diz Autuori sobre última passagem no São Paulo

Foto: Rubens Chiri/sãopaulofc.net.

Paulo Autuori teve duas passagens marcantes pelo São Paulo. Na primeira, em 2005, o treinador veio o clube a conquista da Libertadores e Mundial de Clubes. Já em 2013, Autuori não conseguiu fazer o time rende e foi demitido após série de resultados negativos. Porém, em entrevista ao Bola da Vez, da ESPN, o treinador conta que sofreu com os bastidores do clube.

LEIA MAIS
MARLONE REVELA O QUE OSWALDO JÁ MUDOU NO TIME DO CORINTHIANS
DE OLHO EM 2017, SÃO PAULO ABRE CONVERSAS PARA CONTAR COM NILMAR
APÓS LEVAR SOCO EM TREINO, MARCIEL TIRA SARRO DE VILSON EM REDE SOCIAL

Após ser questionado se existiam trabalhos que ficaram com marca negativa, Paulo não existiu em lembrar das últimas duas experiências no mundo da bola.

— No São Paulo e no Atlético-MG, não pude terminar o trabalho. No São Paulo, eu tive que fazer, desculpe o termo, um trabalho “sujo”. Momento conturbado do clube também. Quando cheguei, vi algumas coisas estranhas. Em termos de ideias, certa arrogância de tudo aquilo que se conseguiu. É muito claro, pra mim – contou.

O treinador preferiu não fazer comparações com o atual momento vivido pelo clube paulista ao que passou em 2013. Porém, deixou um recado.

— Mas acho o seguinte, não tenho como falar de situações que não vivo. Não tenho como falar desse período. O período que passei, em 2013, tive um problema que o doutor Iran sabia que iria acontecer a minha saída. Não tinha dúvida disso. Agora, uma coisa que eu não fiz, e não faço, é sair falando do clube. Não tenho esse direito. O clube é muito mais que uma pessoa. Você não pode confundir uma instituição com uma tomada de decisão infeliz – finalizou.



Jornalista com passagens pelo Portal R7, Jornal do Trem, Impacto Comunicação, Dialoog Comunicação e Comunicale.