Em 100 anos, Santos conquistou dez títulos em seu estádio

Crédito da foto: divulgação /Facebook Santos FC

Na Vila Belmiro, que fará 100 anos na próxima quarta-feira (12), o time do Santos Futebol Clube conquistou nove títulos estaduais e a Taça Brasil de 1961.

Confira os dez jogos disputados por atletas como Pelé, Robinho e Neymar no alçapão em ordem cronológica.

LEIA MAIS:

MIAMI CUP AUMENTA OFERTA, MAS SANTOS ANALISA DISPUTAR TORNEIO NO MARROCOS

Campeonato Paulista de 1955: em 13 de janeiro de 1956, o Santos conquistou 40 pontos ao vencer o Taubaté por 2 a 1, gols de Alvaro e Pepe. Um a mais que o Corinthians, segundo colocado com 39. Foi a quebra do primeiro jejum de títulos do Peixe. Foram 20 anos sem conquista depois do primeiro caneco, em 1935, e o último estadual antes de Pelé.

Campeonato Paulista de 1960 – em 17 de dezembro de 1960, o Santos recebeu o Palmeiras na Vila batendo o time alviverde por  2 a 1, gols de Pelé e Zito. O Alvinegro chegou aos 50 pontos, dois a mais que a Portuguesa, segunda colocada. Foi o quinto título paulista e o primeiro de Pelé no estádio.

Campeonato Paulista de 1961 – Em campeonato disputado por pontos corridos, o time da Vila Belmiro conquistou o certame com uma rodada de antecipação. Chegou aos 53 pontos ao vencer a Ferroviária por 6 a 2, três a frente do Palmeiras. Santos bicampeão paulista (60/61), o sexto de sua história, em 13 de dezembro de 1961

Taça Brasil de 1961 – em 13 de janeiro de 1956, o Santos conquistou 40 pontos ao vencer o Taubaté por 2 a 1, gols de Alvaro e Pepe. Um a mais que o Corinthians, segundo colocado com 39. Foi a quebra do primeiro jejum de títulos do Peixe. Foram 20 anos sem conquista depois do primeiro caneco, em 1935, e o último estadual sem Pelé..

Campeonato Paulista de 1964 – Ano do famoso jogo em que Pelé marcou 8 gols na vitória sobre o Botafogo de Ribeirão Preto por 11 a 0. Em 13 de dezembro, o time da Vila Belmiro – líder com 41 – venceu a vice-líder Portuguesa (40) por 3 a 2, e faturou o  oitavo caneco estadual. Pepe (2) e Toninho marcaram pelo peixe.

Campeonato Paulista de 1965 – Conquistado com duas rodadas de antecedência, o Alvinegro bateu o Juventus por 4 a 0, em 27 de novembro do mesmo ano. Alcançou 53 pontos, seis a mais que o segundo colocado, Palmeiras, com 49. Santos bicampeão paulista, o nono de sua história.

Campeonato Paulista de 2006 – após um jejum de 22 anos no estadual, o peixe conquista o paulista ao bater a Portuguesa por 2 x 0, gols de Cléber Santana e Leonardo (contra), com direito a chegada da taça à Vila Belmiro    por helicóptero. Em 09 de abril de 2006, o Santos atingiu a marca de 43 pontos, um a mais que o São Paulo (42), segundo colocado no Paulistão, disputado em pontos corridos. Foi o 16° título paulista da história do clube.

Campeonato Paulista de 2011 –  Neste ano, a fórmula de disputa foi de mata-mata com a final sendo disputada contra o Corinthians. Após empate sem gols no Pacaembu, no primeiro jogo, o time da Vila bateu o Timão por 2 a 0, gols de Arouca e Neymar. Este último numa falha do goleiro corintiano, Júlio Cesar. Santos bicampeão paulista (2010/2011), em 15 de maio de 2011.

Campeonato Paulista de 2015 – O campeonato seguiu a mesma fórmula dos anos anteriores em mata-mata, naquele ano. Dessa vez, o adversário era o Palmeiras que havia vencido no primeiro jogo por 1  a 0. Na decisão, o alvinegro vencia por 2 x 0,  até os 20 minutos do segundo tempo, quando o alviverde empatou, o que levou à disputa de pênaltis. Nas penalidades, o Santos levou a melhor: 4 x 3 com a conquista do bicampeonato e 21° estadual de sua história, no 3 de maio de 2015. Foi o único título conquistado por Robinho dentro do alçapão.

Campeonato paulista de 2016 – O 22° título paulista do Santos foi conquistado em final contra o surpreendente time do Audax, comandado pelo ex-jogador Fernando Diniz, em 8 de maio. Após empatar com o time de Osasco no primeiro jogo pelo placar mínimo, o time da Vila Belmiro bateu o adversário por 1 a 0, gol de Ricardo Oliveira. Com a conquista, o Santos alcançou a segunda posição no ranking de títulos paulistas, ao lado do Palmeiras.



Jornalista, apaixonado por esportes.