Réver revela expectativa por volta do Flamengo ao Maracanã

Réver
Foto: Divulgação/Flamengo

A espera de direção, comissão técnica, jogadores e torcedores do Flamengo está chegando ao fim. No domingo, dia 23, a equipe volta ao Maracanã que estava entregue aos Comitês Olímpico e Paralímpico e ainda precisou passar por reparos no gramado após os Jogos. Nesta quarta-feira (19), o zagueiro Réver comentou, em coletiva, a volta do rubro-negro ao estádio histórico.

LEIA MAIS:

TITULAR NO FLAMENGO, RÉVER AFIRMA “ESTAMOS A QUATRO PONTOS DO PALMEIRAS”

“QUEM PENSA EM DESISTIR AGORA NÃO DEVE VESTIR NUNCA A CAMISA DO FLAMENGO”, DIZ RÉVER

“É muito grande (a expectativa), não só dos jogadores, mas sim dos torcedores, que não têm o Flamengo no Maracanã há muito tempo. Mas temos que ficar de olhos atentos para que essa expectativa não possa nos atrapalhar. A responsabilidade é muito grande pela campanha que estamos fazendo, e temos que evitar que isso não nos atrapalhe. Não podemos ficar ansiosos”.

De acordo com o camisa 15, entre os jogadores, a vontade de atuar no Maracanã é muito comentada. Além disto, ter uma casa fixa para jogar afeta no condicionamento físico do elenco:

“Claro que comentamos. Nada melhor do que você voltar a jogar em sua própria casa. Sabíamos que seria um ano de sacrifício, com muitas viagens, mas tivemos um equilíbrio e chegamos nesse momento brigando pelo título. O torcedor comprou essa ideia, e nada melhor do que retribuir esse carinho no domingo. No domingo tem tudo para que possamos fazer um bom jogo”.

Para o próximo compromisso, contra o Corinthians, o Flamengo fez promoção de ingresso, já viu sua torcida comprar mais de 20,5 mil entradas em 12 horas e tem a expectativa de ter o estádio lotado para recepcionar o elenco. De acordo com o defensor titular da equipe, o time espera seu torcedor e vai lutar para corresponder dentro das quatro linhas:

“Pelo fato de estarmos voltando ao Maracanã, precisamos da torcida. O torcedor vai fazer sua parte, como fez no campeonato todo, mas claro que vai ter um sabor diferente por ser no Maracanã. Espero que no domingo possamos correr por todo esse torcedor que ficou longe do time de coração, respeitando o Corinthians, que é uma equipe grande.”

 

flamengo x corinthians
Imagem: Reprodução/Blog BAND

 

Sem o Maraca, o Flamengo viajou o Brasil e mandou seus jogos em vários estádios. Apesar disso, seja no Kléber Andrade em Cariacica ou no Pacaembú, o torcedor rubro-negro esteve sempre junto para apoiar a equipe. Segundo Réver, este fato fez com que o elenco não sentisse ‘saudade de casa’:

“Acho que foi o fato de o Flamengo ter tido seu torcedor em todo canto. Isso facilitou bastante, conseguimos impor ritmos, independentemente de estar jogando no Rio ou não, principalmente contra equipes muito fortes. Acho que esse foi o diferencial em relação a equipes que não tiveram casa em outros Brasileiros.”

 

Foto: by Buda Mendes/Getty Images
Foto: Buda Mendes/Getty Images


Estudante do 8º semestre de jornalismo e amante dos esportes, principalmente o bom e velho futebol. Setorista de Atlético-MG e Futebol Feminino.