Repórter mostra maços de dinheiro para comprar ingresso da seleção

venzuela x brasil
Reprodução/Sportv

Venezuela x Brasil estão se enfrentando no Estádio Metropolitano de Mérida, na cidade venezuelana de Mérida, durante a jornada esportiva repórter do SPORTV exibiu seis maços de dinheiro equivalentes a um ingresso para o jogo da seleção dado a imensa inflação que assola o país.

Leia mais:

Venezuela x Brasil: veja os gols do jogo

Glória, Glória Aleluia! Gabriel Jesus abre o placar para o Brasil

”Pra comprar o ingresso (de Venezuela x Brasil), esse mais barato, olha a quantidade de dinheiro, de notas que a pessoa tem que trazer pra comprar. Isso porque tá desvalorizado demais o Bolívar. Então a população daqui tem que ter uma bolsa bem grande pra carregar todo esse dinheirão”, disse o repórter André Hernan exibindo os maços de dinheiro.

venzuela x brasil
Reprodução/Sportv

Para se ter uma ideia a inflação da Venezuela está atualmente em 200% a do Brasil está em 7,34%. ”Para se ter uma ideia, um dólar, R$ 3,20 dá cerca de 800 Bolívares. Não dá pra fazer absolutamente nada. O ingresso pro jogo de hoje 9 mil Bolívares (moeda do país), cerca de 9 dólares, pouco menos de 30 reais”, disse o repórter.

A Venezuela que passa por uma gravíssima crise fez com o que a CBF tivesse um grande problema de logística divulgado pela Folha de São Paulo na segunda (10). “Tem um detalhe sobre a seleção brasileira: todo material da rouparia é pesado, que os roupeiros levam, foi enviado antes para a Venezuela, seguindo por terra até Mérida, para que o avião que saiu de Natal vá mais vazio e, portanto, consuma menos combustível. Isso porque a companhia aérea que é parceira da CBF, não confia no combustível da Venezuela. Então, o avião vai para a Venezuela, não abastece, volta e faz uma escala em Manaus para reabastecer. Assim, convidados que iriam nesse voo e equipamento esportivo, que pesa muito, não foram nesse avião. Foi só o essencialmente necessário: jogadores e comissão técnica”, afirmou o jornalista.

Segundo matéria, a seleção brasileira precisou levar na bagagem para Mérida alimentos, água e papel higiênico.O chefe de jornalismo do canal por assinatura ainda disse como está a situação dos colegas da imprensa para a cobertura do jogo.

A gente está com uma equipe lá e, primeiro, há uma dificuldade para o planejamento da viagem e depois para enviar o material para o Brasil. A gente depende muito de internet e os repórteres, tanto para material para transmissão ao vivo quanto para recuperar trechos de matérias, você precisa de uma internet confiável e a de lá é muito ruim”, finalizou o jornalista sobre a cobertura da seleção brasileira.

O Estadio Olímpico Metropolitano de Mérida é um estádio multi-esportivo localizado na cidade de Mérida, na Venezuela, construído para abrigar partidas da Copa América 2007 e anteriormente dos Jogos Nacionais da Venezuela.

 



Formada em jornalismo pelo Mackenzie, demorei anos para perceber que dá, sim, para ir atrás dos sonhos e trabalhar com o que se gosta: o esporte. Hoje me divido entre o esporte e a política. Nunca vou me conformar com os que dizem: "É só futebol.."