Relembre brigas históricas envolvendo jogadores do Corinthians

Foto: Reprodução

O treinamento do Corinthians nesta terça-feira ficou marcado pela lamentável agressão do zagueiro Vilson ao volante Marciel. O experiente defensor acertou um soco no rosto do jovem após se irritar com a forte marcação.

LEIA MAIS:
Vilson acerta soco no rosto de Marciel em treino do Corinthians 
Veja a provável escalação do Corinthians contra o Santa Cruz 

Não foi o primeiro episódio de briga envolvendo jogadores do Timão. O Torcedores.com relembra outras “tretas” que aconteceram no passado:

1 – Tevez x Marquinhos – Durante treino, em 2005, no Parque São Jorge, o argentino Carlitos Tevez acertou o cotovelo no nariz do zagueiro Marquinhos, que se levantou do gramado e trocou socos com o companheiro. O lateral-esquerdo Gustavo Nery entrou em ação e os separou.

2 – Mascherano x Marcelinho – Durante treino, em 2007, também no Parque São Jorge, o volante argentino Mascherano deu entrada dura no meia Marcelinho Carioca, que se levantou e deu o troco no companheiro. Masch se revoltou e mesmo com os pedidos de calma do técnico Geninho deu um soco nas costas do companheiro. O volante, que hoje está no Barcelona, tirou o colete e foi direto para o vestiário.

3 – Mirandinha x Rincón – Em clássico contra o Santos, em 97, na Vila Belmiro, Rincón e Mirandinha trocaram socos a caminho do vestiário. O colombiano relembrou o episódio no ano passado durante entrevista exclusiva ao Torcedores.com.  Ambos foram multados em 30% do salário.

4 – Marcelinho x Rincón – Em jogo contra o San Lorenzo pela Copa Mercosul de 99, o colombiano se estranhou com o companheiro. Rincón havia alertado que o meia seria expulso se não mudasse o comportamento dentro de campo. O Pé de Anjo não escutou as recomendações e foi mais cedo para o chuveiro. No vestiário, os dois se estranharam e o camisa 7 usou uma espiral para se defender.

5 – Marcinho x Dênis – O meia e o lateral trocaram socos e pontapés no último treinamento de 2009, no Parque São Jorge. O fato foi relembrado pelo técnico Fábio Carille instantes após o caso Vilson x Marciel. “O último caso do tipo que me lembro foi com Marcinho e Denis em 2009, no Parque São Jorge, não acontecia há muito tempo. A conversa foi decisão só minha”.



Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)