Opinião: 5 lições que ficam da vexatória eliminação do Santos

Crédito da foto: Reprodução\ Facebook oficial do Internacional

Nesta quarta-feira, no jogo de volta pela quartas de final da Copa do Brasil, o Santos perdeu de 2 a 0, para o Internacional, no Beira-Rio, com isso a equipe santista está eliminada da competição. Eu poderia listar uma centena de erros que o time cometeu no duelo com os gaúchos, mas resolvi colocar 5 lições que o Dorival pode tirar dessa eliminação.

Leia mais:

VEJA O QUE A IMPRENSA FALOU DA ELIMINAÇÃO DO SANTOS NA COPA DO BRASIL

Confira 5 lições que o Santos pode tirar da eliminação para o Internacional:

1- Atenção durante o jogo todo: o Peixe começou a partida sem foco, muito disperso e sem a concentração necessária que um jogo eliminatório requer. O primeiro gol do Internacional saiu de um escanteio, que o atacante Aylon, nem precisou pular para cabecear para os fundos das redes.

2- Posse de bola sem criatividade: O Santos após tomar o primeiro gol, teve a bola no seus pés, mas não sabia o que fazer com ela, tornando inútil ter a bola em seus domínios. O Peixe praticamente não criou chance de gol nenhuma, tamanha a falta de criatividade do meio campo santista.

3- Paulinho não pode jogar no Santos: O atacante foi escalado no ataque do Peixe, ele foi muito mal, não acertou nada que tentou fazer. O camisa 26 do Alvinegro Praiano é fraco demais, não pode jogar com a camisa santista, fica de lição para os próximos jogos, de não usar mais o atleta.

4- Atacantes foram mal demais: Além do Paulinho, o Ricardo Oliveira e Copete, foram péssimos hoje, o artilheiro santista lutou, buscou, mas muito longe do centroavante que a torcida do Santos conhece. Já o atacante colombiano, andou sumido praticamente a partida inteira, ficou omisso durante o jogo, sem se movimentar e chamar a responsabilidade.

5- Faltou velocidade e triangulações: Como já dissemos, o Santos teve a bola, porém pouco fez com ela. Senti falta de mais velocidade do time com a bola nos pés, além das tabelas e triangulações, que são marcas características do time de Dorival Júnior. Contra uma retranca como a do Internacional, isso seria fundamental.



Apaixonado pelo futebol que é a melhor invenção do homem, atualmente setorista do Santos e Futebol Feminino pelo Torcedores.com