McGregor confirma que terá de abrir mão de cinturão pós-UFC 205

Reprodução/Facebook Oficial Conor McGregor

Conor McGregor não estava a fim de de abrir mão de um dos cinturões caso se tornasse campeão dos leves no UFC 205, onde lutará contra Eddie Alvarez. Mas já admite que pode voltar atrás e que terá que ficar com apenas um título do Ultimate, segundo a Sports Illustrated.

LEIA MAIS

AGORA NOS EUA, GADELHA AFIRMA QUERER EVOLUIR E QUE RELAÇÃO COM DEDÉ É PROFISSIONAL

THOMINHAS ESTÁ FOCADO NA PRÓXIMA LUTA E QUER PROVAR SEU POTENCIAL NO UFC

Em entrevista ao site da revista, o irlandês afirmou que terá que cumprir com o desejo feito anteriormente pelo chefão do UFC, Dana White, mas que deseja pelo menos por algumas horas ter o gostinho de ser campeão em duas categorias diferentes (leves e penas) ao mesmo tempo.

“Quero ver a imprensa com as minhas fotos com um cinturão em cada ombro. Quero ir até o octógono com um titulo em cada mão, o que ninguém fez antes, antes de querem tirar isso de mim. Me deixe fazer isso, p***”. Sempre irei ouvir as decisões corretas de negócios e fazê-las, mas me deixe ficar com eles (os títulos) nas minhas mãos e curtir isso por pelo menos umas horas”, declarou.

McGregor, que disse que o UFC inteiro precisaria de um ‘exército’ para tirar os cinturões dele se os conquistasse, parece só querer saborear um momento histórico que está prestes a acontecer e que ninguém tem o direito de tirar isso dele.

“Quero ver as imagens do que fiz naquela noite, fazer a história. Eu e os dois cinturões, algo que alguém jamais fez. É o que eu quero, levantar os dois cinturões e não tentem tirar isso de mim”, disse.

 

(Crédito da foto: Reprodução/Facebook Oficial Conor McGregor)