Botafogo atinge quinta vitória seguida e bate mais um recorde

Crédito da imagem: Vítor Silva/SSPress/Botafogo

A vitória por 1 a 0 diante do Santa Cruz em Recife levou o Botafogo a somar 100% nos últimos cinco jogos, algo que não acontecia desde 2010. O técnico Jair Ventura comemorou a marca.

LEIA MAIS:
Doriva desabafa após bater boca com a torcida do Santa Cruz
Santa Cruz x Botafogo: Assista ao gol que definiu a partida

“A vitória é do grupo. A gente não pode desistir nunca, sempre falo com eles. A gente trabalha sério, fazemos o bem, então nosso dia a dia é muito bom. O importante é estar vencendo”, resumiu Jair Ventura na coletiva após a partida no Arruda.

Apesar do quinto lugar no Brasileirão, o técnico evita o termo “Libertadores” nas entrevistas. “A gente não pode esquecer: a gente tinha nosso primeiro objetivo que era livrar (do rebaixamento) e agora queremos chegar lá em cima. Precisamos tentar manter, sabemos da dificuldade e do equilíbrio do Campeonato Brasileiro. Conseguimos chegar dessa maneira que vínhamos jogando, com entrega e necessidade tanto dentro quanto fora de casa. Então não temos que mudar nada”, completou.

A vitória em Recife levou o Botafogo aos 53 pontos, em quinto lugar, atrás de Palmeiras, Flamengo, Atlético-MG e Santos. O Atlético-PR completa o G6 mas pode perder a posição para Corinthians, Grêmio ou Fluminense de acordo com o complemento da 32ª rodada.

A sequência positiva do Botafogo começou em 1º de outubro e desde então o time venceu Corinthians, Figueirense, Internacional, Atlético-MG e Santa Cruz. A última derrota aconteceu em 24 de setembro – 1 a 0 para o lanterna América-MG, em jogo válido pela 27ª rodada.

FICHA TÉCNICA – Santa Cruz x Botafogo:
Estádio do Arruda, em Recife
Público: 3.480 torcedores
SANTA CRUZ – Tiago Cardoso; Léo Moura, Danny Morais, Luan Peres e Roberto; Uillian Correia, Derley (Jadson), João Paulo e Marion (Arthur); Keno e Bruno Moraes. Técnico: Doriva.
BOTAFOGO – Sidão; Alemão, Carli, Emerson e Victor Luís (Nuñez); Bruno Silva, Rodrigo Lindoso, Dudu Cearense (Sassá) e Camilo; Neilton (Leandro) e Pimpão. Técnico: Jair Ventura.