Gustavo Scarpa fala sobre a interferência externa: “Tem que jogar de acordo com a lei”

Gustavo Scarpa
Crédito da foto: Nelson Perez/Fluminense FC

O Fluminense está a dois pontos do G-6 após três derrotas seguidas, o meia Gustavo Scarpa mantém a esperança de disputar a competição internacional pela primeira vez em sua carreira. “Vai ser muito bom, é a principal competição da América. Será bom para o meu currículo, ganhar experiência, uma escola diferente. É bom não só para mim como para o clube de modo geral. Nós vamos brigar para conquistar a vaga”, garantiu.

LEIA MAIS:
CONTRA TIME QUE O PROJETOU, HENRIQUE QUER REABILITAR FLUMINENSE

Na entrevista coletiva antes do treino regenerativo desta terça-feira, Scarpa não conseguiu fugir da polêmica do Fla-Flu e garantiu que a polêmica não atrapalhou na derrota para o São Paulo. Confira abaixo alguns trechos da entrevista do meia:

Interferência externa
“A interferência externa é proibida, né? Tem que jogar de acordo com a lei. É a minha opinião, não sei se vale de muita coisa. Deixo a diretoria resolver isso”.

Flu fez certo ao entrar na Justiça?
“Fez. É um direito nosso. Não pode haver interferência externa e ocorreu. Cabe à Justiça e o STJD decidirem”.

Time ainda não esqueceu do Fla-Flu?
“O que aconteceu no jogo não teve nada a ver com o Fla-Flu. Claro que você acaba dormindo mal nos primeiros dias, a adrenalina estava muito alta. Todos sentiram o que aconteceu na partida. Somos responsáveis pelo que apresentamos ontem no jogo”.

Próxima partida
“Partida extremamente importante. Reta final de Brasileiro, cada time está brigando por alguma coisa. Queremos a Libertadores, Coritiba quer se afastar da zona. Vai ser difícil, mas vamos tentar conquistar a vitória fora de casa”.

Pontos para chegar na Libertadores
“Não fico nem pensando em quantos pontos a gente precisa. Pensamos sempre no próximo jogo, na vitória… Não sei se tem um número exato. Temos que tentar ganhar todos os jogos possíveis”.