CBF proíbe venda de mando de campo nas últimas cinco rodadas do Brasileirão

Torcida do Palmeiras lota a Arena do Café, em partida com mando de campo do América-MG (Créditos da foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)

Em ofício expedido às federações estaduais nesta terça-feira (11), a Confederação Brasileira de Futebol proíbe a realização de jogos fora do estado do clube mandante nas últimas cinco rodadas do Campeonato Brasileiro das Séries A e B. Assim, os clubes estão proibidos de venderem seus mandos de campo a partir da 34ª rodada. De acordo com a entidade, a medida tem o intuito de preservar o equilíbrio técnico da competição.

LEIA MAIS

Partida entre Flamengo e Corinthians é confirmada no Maracanã

Casagrande critica jogo do Palmeiras em Londrina: “Desequilibra o campeonato”

Podeoso em casa, Palmeiras também é o visitante com mais público do Brasileirão

A medida abre espaço para apenas duas exceções: em casos de cumprimento de pena imposta pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) ou em caso do clube mandante não dispor de estádios disponíveis em seu estado de origem. A decisão vem no mesmo momento em que o Comitê Rio 2016 liberou o Maracanã para a realização de partidas a partir do dia 23 de outubro. Assim, os clubes cariocas terão a opção do estádio já a partir da 32ª rodada e não precisarão atuar fora do estado.

Nos últimos dias, o tema entrou em debate, já que o América-MG recebeu uma proposta para levar sua partida contra o Palmeiras, no último domingo, para a cidade de Londrina no Paraná. O Coelho mandou o jogo no Estádio do Café, que teve ampla maioria palmeirense nas arquibancadas. Muitos jornalistas criticaram a venda do mando de campo.

“A CBF tem que organizar direito o Campeonato Brasileiro, ter mais cuidado e não permitir essa claríssima inversão de mando de campo que houve no jogo do Palmeiras em Londrina”, afirmou Walter Casagrande no programa “Bem, Amigos”, do Sportv.

Curiosamente, o clube mineiro também estudava uma possível transferência do mando da partida contra o Flamengo, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com a decisão da CBF, o clube terá de voltar atrás na possibilidade e mandar o jogo em seu estádio, a Arena Independência.