Cadê eles? Veja cinco técnicos famosos que estão desempregados

técnicos
Crédito da foto: Getty Images

Não é por falta de grife, nome e história no futebol que eles estão sem clube no momento. Mas o fato é que a constante ciranda de técnicos vivida pelo futebol brasileiro ainda não virou para esses cinco nomes abaixo. Confira abaixo alguns badalados treinadores brasileiros que estão desempregados.

LEIA MAIS:

Veja cinco opções de centroavantes para o Grêmio em 2017

Ex-técnico do Grêmio vira taxista no interior do Rio Grande do Sul

Dunga: Surgiu como treinador em 2006 e substituiu Parreira na seleção brasileira com a missão de resgatar o amor dos jogadores por aquela camisa. Na primeira passagem, até teve bons resultados embora a derrota para a Holanda nas quartas da Copa de 2010. No Inter, em 2013, não foi bem e acabou demitido antes do final do ano. De forma surpreendente, voltou à seleção em 2014, mas sucumbiu em duas péssimas Copa América e instabilidade nas Eliminatórias. Está sem trabalho desde que saiu da seleção, ainda em junho.

Vanderlei Luxemburgo: Na última segunda-feira, Luxa roubou a cena no programa Bem, Amigos!, do SporTV, ao defender o seu trabalho e refutar a tese de que estava ultrapassado no futebol. Ele chegou a dizer que “tudo aquilo que está colocado hoje no futebol fui eu que trouxe de vanguarda”. Nesta temporada, Luxemburgo entrou para a lista dos técnicos desempregados ao ser demitido do Tianjin Songjiang, da segunda divisão da China.

Abel Braga: Abelão foi demitido do Al-Jazira, dos Emirados Árabes, ainda em dezembro do ano passado. Mas, por força de contrato, ficou impossibilitado de assumir qualquer outro clube até junho de 2016. Com isso, algumas possibilidades interessantes de assumir São Paulo ou Flamengo ficaram mais difíceis. Campeão mundial e da Libertadores com o Inter em 2006, Abel tem rotineiramente o seu nome ligado ao ex-clube, e só deve voltar a trabalhar no ano que vem.

Joel Santana: Para a alegria geral da nação do futebol brasileiro, o Papai Joel está perto de voltar ao trabalho. Ele está sem clube desde que deixou o Vasco da Gama em 2014, quando o clube da Colina conseguiu sem brilho o acesso de volta à primeira divisão. Depois de dois anos “sabáticos”, Joel Santana está muito perto de acertar com o Boavista, do Rio de Janeiro, para a temporada que vem. E que venham as carismáticas entrevistas!

Ney Franco: Campeão da Sul-Americana com o São Paulo em 2012, Ney Franco tirou o ano de 2016 para estudar inglês nos Estados Unidos e ficar longe da rotina do futebol profissional. Julgou que precisava dar um tempo para refletir a carreira, sobretudo após uma sequência de trabalhos ruins que englobam Flamengo e Vitória, em 2014. No ano passado, Ney fez seu último trabalho e não teve muito destaque no Coritiba.



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Fã de esportes, sobretudo tênis. Colorado por paixão, jornalista por vocação e tenista por opção.