Torcida usa música da Gretchen para apoiar “Besuntado de Tonga”

Nikolas Pita Taufatofua
Reprodução

Destaque da cerimônia de abertura da Olimpíada, o atleta Nikolas Pita Taufatofua, de Tonga, teve uma participação curta no taekwondo do Rio 2016. Durante sua única luta, no sábado, o fato mais marcante foi o apoio da torcida brasileira, que entoou a paródia de uma música da cantora Gretchen.

LEIA MAIS:

Top models brasileiras tietam atleta “besuntado” de Tonga; Veja

A Arena Carioca 3 pareceu reconhecer Taufatofua assim que ele saiu do túnel. Não demorou para que o público mostrasse apoio ao porta-bandeira da delegação de Tonga, que ficou famoso por desfilar sem camisa e coberto de óleo de côco no Maracanã. Até então, só a luta vencida pelo brasileiro Maicon Siqueira sobre o americano Stephen Lambdin havia incendiado a arquibancada daquela maneira.

No combate do tonganês com o iraniano Sajjad Mardani, os primeiros gritos foram “Tonga! Tonga!”. Pouco depois, um grupo localizado à esquerda do tatame começou a cantar uma versão do refrão da música “Conga, Conga, Conga”, sucesso de Gretchen. Confira os vídeos:

Além dos torcedores que reconheceram Taufatofua na hora, o lutador da categoria acima de 80kg contava com o apoio de cerca de 20 tonganeses espalhados pelos ginásios, além de brasileiros que levaram cartazes para o “homem-meme”.

Após o duelo contra o iraniano, Nikolas Pita encarnou novamente o papel da cerimônia de abertura. No caminho para o vestiário, o lutador ergueu uma bandeira de Tonga e saudou o público da Arena Carioca 3, que retribuiu com muitos aplausos.

No tatame, a participação do atleta de Tonga durou cerca de quatro minutos. Isto porque o Mardani chegou ao final do segundo round vencendo por 16 a 1. Com o placar, o combate foi encerrado por diferença de pontos.

A vitória fácil confirmou o favoritismo de Mardani e a falta de sorte do tongalês. O iraniano era o cabeça de chave número dois. Por sua vez, Nikolas Pita ocupa apenas a 157ª posição no ranking da categoria acima de 80 kg.